sexta-feira, 20 de junho de 2014

Mais árvores, menos pessoas

A cada ano que passa por este velho galho que é a minha pessoa, percebo que as pessoas são um bicho muito estranho e que as árvores o ser mais perfeito que existe.
Não enveredarei pelo caminho dos gatinhos e cachorrinhos fofos, mas pelos seres que nos dão tudo sem nada pedirem em troca.
Passarei o dia a abraçar árvores :)

2 comentários:

Melissinha disse...

Podes abraçar-me a mim. Sou fofíssima, dizem, e incomodo tanto quanto uma árvore!

Naná disse...

Desconfio sempre de cat&dog lovers...