sábado, 29 de novembro de 2008

MADAGÁSCAR NO ATLÂNTIDA CINE

Sim, hoje foste pela primeira vez na vida ao cinema. Como é que correu?
Melhor do que estava à espera. Aguentaste 40 minutos vidrada no colo do teu pai. Não abriste a boca, só os teus olhos estavam maiores do que nunca fixos no ecrã gigante.
Um pouco antes do intervalo esgotaste a tua capacidade de concentração e fugiste para o chão, ficaste de pé, encostada à cadeira da frente e perguntaste: Quando isto acabar vamos para casa?
Pronto, percebi que tinha chegado a hora de irmos embora, para grande desgosto do teu pai que estava a adorar e tinha gasto 15 Euros nos bilhetes.
O balanço foi positivo e não vou desistir de tentar incutir-te o gosto pelo cinema desde cedo...
Lembro-me que o meu pai, depois do divórcio, arrastava-me a mim e à minha irmã vezes sem conta ao cinema. Éramos pequenas e acho que ele não sabia bem o que fazer connosco nos fins de semana. Por isso decidia levar-nos a ver os filmes que ele queria ver. Resultado da coisa: Criou em nós uma verdadeira adoração por filmes e uma ginástica mental para percebermos quase tudo aquilo que viamos. Não havia enredo que nos desafiasse. Nem filmes para M16 em que não entrassemos com 10 anos.
Acho que no fundo, ele sabia que se nos "atirasse" com alguma informação, alguma coisa havia de ficar cá dentro e o que é certo é que ficou mesmo...

2 comentários:

refogadoehortela disse...

Não desistam. Lembro-me de ser muito pequeno e ir com o meu pai ao cinema. Ele dormia e eu ficava muito ofendido. Beijinhos

Melissinha disse...

Então vieram ao cinema cá do bairro e não disseram nada?

(Melissa com mão na cintura a bater pezinho)