segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Os Pontos Nos Meus I's

Que não se gostasse particularmente do Carlos Castro enquanto Cronista Social e figura pública é uma coisa, que se ache o crime perpetrado contra ele mais desculpável por ele ser homossexual e por o criminoso ser um -jovem -rapaz -de -Cantanhede-tão-querido-e-tímido-e-fofinho-e-ingénuo-e-desencaminhado-pelo-maricas-perverso é outra totalmente diferente.
Senhores houve um crime hediondo, com requintes de sadismo e perversidade que me enojam e arrepiam além do possível, mas sinto que a grande preocupação das gentes que falam do menino é esclarecer que ele não é gay e que é bom moço, fazendo passar a ideia de que o Carlos Castro é que o desencaminhou.
Mas afinal de contas quem é que foi morto e mutilado com um saca rolhas aqui? Foi o menino de Cantanhede? Ah pois, bem me parecia que não.
Ando fartinha do nosso povo, fartinha.

18 comentários:

I. disse...

Pá, não se admite. Até parece que era algum anjolas, não, andava há quanto tempo pendurado no CC? E a família, não sabia, não? Agora é tadinho. Que se passasse da cabeça e num vaipe matasse o outro, já era uma tragédia, mas quem demonstra este tipo de requinte de malvadez (e post mortem!) não é bom da cabeça, qual tadinho.
E só escrevo isto porque ao que ouvi o menino confessou, logo, já não há dúvidas.

I. disse...

(o meu comento tem a ver com vozearias que li, e que insinuavam a tadinhice do menino por ter sido "desviado" ou coisa que o valha, entenda-se)

Ana C. disse...

I. Sim que nervos que esta merda me mete. Naquelas ricas cabecinhas a única coisa que parece relevante é esclarecer que o menino não era gay e que era muito querido. Esquece lá ter estrangulado, agredido até à morte e depois furado um olho e mutilado os genitais de uma pessoa com um saca rolhas, isso é só um pormenor sem importância.
Não há pachorra para ver tanta alarvidade.

Ana C. disse...

Era um menino de fraldas que foi arrastado e forçado a viajar a tiracolo com o Carlos Castro e vivia refém.

Melissinha disse...

É uma whore psicopata.

Precis Almana disse...

Ando mesmo impressionada com isto, credo. E com o que se diz por aí, de facto... Vêem-se comentários absolutamente escabrosos.
A ser como dizem os tablóides, a discussão começou porque o CC se recusou a ir às compras (!). Que tristeza...
E sim, I., também me fez impressão a insinuação de que o CC teria feito mal ao outro (uma viga daquelas ao pé de um homem baixíssimo). Enfim. Mas isto ainda vai dar muito que falar...

Manuela disse...

Querida Ana, gostei muito destes teus pontos nos is e concordo plenamente com tudo o que escreveste. Detesto hipocrisias.
Beijinhos

Sandra disse...

Até as pessoas mais carinhosas, simples e calmas podem cair na rede do deslumbramento.
O Renato perdeu o chão, as coisas podem ter acontecido rapidamente e ele foi sendo levado na "onda"...tentou fazer-se passar por algo que não era, na esperança de que tudo facilitasse a sua ascenção no mundo da moda.
Entretanto, talvez tenha caído em si, transtornado pelo que já tivera de fazer, indo quem sabe até contra a sua opção sexual...
Sem acreditar em inocentes nesta história, talvez até Carlos Castro tenha sido apanhado de surpresa, também ele enredado numa mentira.
Quando chegou o momento da verdade, a vergonha, a repulsa, a fúria transformou a vida dos dois para sempre...

Rita disse...

Concordo plenamente contigo. Está tudo com pena do miúdo, mas ninguém pensa na verdadeira vitima. *

Ana C. disse...

Melissa é a verdadeira prostituta, só que como é gajo ninguém diz isso, já se fosse uma mulher...

Ana C. disse...

Precis a mim deprime-me principalmente os comentários que se geraram em redor deste crime. Li coisas do género: Aquele maricas tarado merecia" e "pobre menino que foi desviado e ficou maluco"...

Ana C. disse...

Manuela tenho lido e ouvido tanta hipocrisia a propósito deste crime, que tenho andado com azia e tudo...

Ana C. disse...

Sandra, no campo das suposições tudo é possível realmente. Mas quanto a factos apenas sei que alguém desnorteado pode partir uma jarra na cabeça de outra pessoa, dar-lhe um tiro, um empurrão, um murro. Agora estrangular, desferir várias caçetadas na cabeça e depois espetar com um saca rolhas no olho e usá-lo para mutilar genitais alheios, é coisa de psicopata, lamento. E o menino já andava há 6 meses em viagens e afins com o Carlos Castro. Eu estou com a Melissa, é uma verdadeira prostituta psicopata. Não há desculpa para gestos desta natureza, não há.

Ana C. disse...

Rita eu apenas quero que se faça justiça e que o miúdo apodreça numa cadeia Norte Americana. Pelo menos sabemos que lá será julgado ainda na casa dos 20. Se fosse cá, podíamos esperar duas décadas para a conclusão do processo.

_ba_ disse...

E ainda agora vi um comentário daqueles que até apetece espancar quem o escreveu no Público online.
Título: Menos 1.
É triste dize-lo mas, às vezes, tenho vergonha de ser Portuguesa mas a Provocação escreveu um belo post que diz tudo :-)

Precis Almana disse...

Exacto, é mesmo isso.
Tenho visto pessoas que acreditam à primeira em tudo o que lêem nos jornais quando é para acusar este ou aquele, mas agora "querem saber a história toda", como se viessem atenuantes para este crime. Não percebo é em nome de quê, houve uma morte. "Ah, e tal, o jovem desgraçou a vida, tenho pena". Hã? Mas então e a vida que ele desgraçou primeiro? Mas que inversão se passa aqui agora?
Adorava ser psicóloga, neste momento, para perceber porque é que há tanta gente a ver a morte e o crime de forma tão leve. O preconceito é uma coisa lixada. É que só pode mesmo ser isso... Eu vejo, ou tento ver, acima de qualquer. E vejo uma vítima e um assassino, ponto final.

PP_FANTASMA disse...

E há quem nem perceba o que tanto se pode dizer de forma irónica. Mas enfim:)
Bjs

A Dupla disse...

O anonimato é o esclarecedor máximo e verdadeiro de como pensam as pessoas !
Eu não me admiro com o q leio deste crime, simplesmente já tenho mta estrada para acreditar q o povinho é o que se lê pela net identificado..o povo verdadeiro n tem nome nem cara ..
eu n tenho pena de nenhum dos dois..se o carlos castro mereceu a morte.sei la se mereceu..a unica coisa q eu sei e defendo enquanto n chegar aos meus é q os criminosos sejam punidos e o resto são puras tretas de quem acha q a merda so chega aos outros