segunda-feira, 2 de setembro de 2013

O éter evaporou-se

Foi-se embora um dos primeiros blogs que comecei a ler, um blogue onde me apetecia parar com uma caneca de café e uma mão cheia de biscoitos. Um blog onde me sentia em casa.
Foi-se embora o Cheirinho a Éter do Miguel, que conheci, juntamente com a sua mui esbelta família, e que se tornou um amigo.
Foi-se embora mais um blogue onde me sentia em casa.
E a verdade, nesta coisa da blogosfera, é que são cada vez menos os blogs despretensiosos, nos quais me apetece parar para beber um café, sem ser bombardeada com coisas que nada me dizem, apesar de dizerem tudo a quem neles escreve.
A verdade, neste estranho mundo dos posts, é que vou ter saudades de quando o Miguel era enfermeiro em Portugal e gastava os tempos mortos a falar para nós.
Ele emigrou e com ele levou as últimas snifadelas de éter e a mim custa-me ficar sem éter.
Custa-me.

11 comentários:

Ana. disse...

Olha a mim também!
Dei tantas a tão boas gargalhadas com as peripécias dele, chorei tantas outras vezes com as crónicas mais sentidas...
É esquisito, não é?

Continuo a ter esperanças que um dia destes lhe dê saudades e volte!

saudosa disse...

Estou siderada!!!!!

Mais um dos meus favoritos!!! Mais um que li pela tua mão.... e que te agradeço profundamente...

A lista vai-se reduzindo e isto custa-me....

gralha disse...

Ora bolas. Mais um. Pode ser que volte.

Sílvia disse...

Gosto tanto, tanto dele. Já me ri à gargalhada, já chorei que nem uma desalmada por lá. Gosto mesmo dele. Tenho pena que aqueles que gosto mesmo, mesmo de ler são os que se vão embora. Por exemplo adoro ler a Sahaisis e não escreve há meses :(

Ginguba disse...

O cheirinho a éter foi o primeiro blog que comecei a seguir quando descobri a blogolândia. Foi o único durante algum tempo. Nele estavam sempre os teus comentários e os da Melissa que me levaram até vocês! Vou gostar sempre do Miguel! Desejo muitas felicidades para ele e para a sua família.

mãeee disse...

bolas, menos um dos blogs mesmo bons e do lado bom e não negocial da blogosfera. Quando li o fim do éter também senti uma sensação de perda!
beijos

dona da mota disse...

Que tom tão triste... logo agora que comecei um blogue.
Sempre fui assim, chego quando já metade da sala saiu... e depois penso que as palmas são para mim! :)
ahahahahah
piadas de 2.ª feira não dá...
Vera

dona da mota disse...

primeiro comentário que fiz e vejo que não tenho imagem associada...
1,2,3 experiência... :)

margarida disse...

É uma grande porcaria. Ainda me lembro de ser 2008 e estar a ler o Miguel. Detesto quando os meus blogs desaparecem..

(Não desapareças tu também Ana C.)

Naná disse...

Fiquei agarrada ao éter desde o primeiro post que li e já há algum tempo que andava a ressacar... Fica um vazio porque o Miguel conseguiu a proeza de algum modo suavizar uma realidade muito dura! Espero que ele volte mesmo que noutro registo!!!

Miguel disse...

Meninas, meninas... Quase me fazem voltar ao Cheirinho para mais um texto! Obrigado Ana pelo texto e pelas belas palavras de todas... O éter evaporou mas nunca se sabe...
Beijos a todas!