sábado, 16 de julho de 2011

Sufoco

Quando estou rodeada de pessoas verdadeiramente imbecis, desprovidas de humanidade, desconhecedoras da palavra humildade e com várias costelas cínicas no esqueleto vertebral, os meus ponteiros ficam descompassados e deslizam pelo mostrador da minha paciência a uma velocidade estonteante.
Jamais me terão como amiga e pergunto-me como é possível sequer terem amigos, movidos por algo além do interesse.
Penso nos meus próprios amigos e como seria bom tê-los ali naquele momento, para limparem o ar com as suas risadas e feitio cristalino.
Tenho dias em que sufoco. Pura e simplesmente sufoco.

5 comentários:

gralha disse...

Se calhar são só pessoas que, no fundo, se sentem muito, muito, muito sós.
Ou então são só parvas, que também não há desculpa para tudo.

Melissinha disse...

Um abraço forte, Cê*****
Como tudo o resto, os imbecis também hão-de passar.

Manuela disse...

Querida Ana, venho espreitar-te de vejo que fizeste anos. Posso dar-te os parabéns atrasados, posso? Um ano com muita calma e paz de alma, é o que te desejo.
E parabéns pelo 100º post :)

Naná disse...

Podes crer, é nesses momentos que penso ainda mais no quanto tenho amigos fixes!
E o meu mostrador da paciência resvala pelo monte abaixo!

XS disse...

Life!