terça-feira, 11 de outubro de 2011

Depressão

O António Barreto diz que Portugal vai desaparecer e eu acredito.
Relacionado com a prostituta da crise e com o desânimo geral que se respira a cada anúncio do governo, nunca vi tanta malta depressiva no parque.
Hoje uma senhora de ar triste e de mochila às costas, senta-se perto de nós, abre a mochila e, não, não tira uma bazuca, nem uma granada de mão, mas um pacote xl de pão de forma e ali fica ela a alimentar os pavões. Sorriu tristemente para nós e disse: Esta é a minha única alegria.
É claro que ela podia estar triste por um milhão e meio de motivos, além do facto de o nosso país estar a desaparecer, mas por uns segundos, apeteceu-me ficar ali sentada com ela, a dar pão aos pavões.

8 comentários:

Joanissima disse...

Onde é esse parque?
Também me quero lá sentar.
Estou a precisar de me lá sentar.

gralha disse...

Pelo menos não dá pão aos pombos, porque esses é que me apetece bazucar.
Eu sei que a vida está mesmo difícil e a piorar para muita gente. Mas faz-me uma comichão desgraçada que as pessoas não usem os 3 neurónios que têm para arranjar maneiras de estar melhor com a vida, se não de forma substantiva, pelo menos mudando de perspectiva. Dar de comer a pavões não alegra ninguém consciente, é um escapismo de quem tem medo de agarrar a vida pelos cornos. E tenho dito.

gralha disse...

Ai caraças, que agora a Joanissima ainda se chateia comigo e ela é bera!

Joanissima disse...

AHAHAHAAHAHAHAHAHAHAH

tonta!!

Ficas a saber que, mesmo quando nao gosto sou uma joia de moça. Desde que nao me apoquentem, está-se sempre bem! O meu post foi devido a uma criatura (descrita ali) que me olha sempre de cima a baixo. Conheci-a ha muitos anos e não suporto os ares de superioridade dela quando não tem por que ser superior.
Mas sou inofensiva, gralha, juro. Sou como o cão que ladra (ou o gato que mia, vá!).

Miguel disse...

Ora ainda bem que já não vejo TV portuguesa hà 2 semanas... Mas afinal isso vai afundar mesmo?
3 beijinhos, que é a maneira suíça!

Marcia P. disse...

Ana,
Este cenário nebuloso que Portugal atravessa, é muito parecido quando o Brasil teve que abrir as portas ao FMI anos atrás.
Houve muitas manifestações e um compositor mineiro fez a diferença qdo escreveu uma música que resume tudo isto. Vai aí o link:http://www.youtube.com/watch?v=HzasUyYX3-k.
O refrão desta música tem impacto até hoje, apesar do país viver um outro cenário.

Melissinha disse...

"Pelo menos não dá pão aos pombos, porque esses é que me apetece bazucar".

Ó Gralha, cada vez que vou ao meu parque encontro um pavão novo. Para mim, tá na hora de botar os pavões na linha também.

Cê, diz à senhora para dar o pão aos patos.

gralha disse...

Melissa, os pavões também enchem os beirais das tuas janelas de cocó? É caçá-los e fazer chapéus com as penas, ou coisa que o valha.