quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Ajuda

Não sou nenhuma santa. Também eu viro muitas vezes a cara a fotografias que passam na internet e que pedem ajuda para isto e para aquilo.
Também eu levei muito tempo a passar ao lado de tudo isto, salvo algumas excepções.
Até me ter deparado com isto. Um caso real, de uma menina que me acostumei a ver, em fotos, no facebook, por ser filha de uma grande amiga da Melissa. Sempre ouvi falar da Cecília e da sua luta, primeiro pela vida, depois contra o cancro e sempre me fechei em posição fetal-mental, ao imaginar-me na situação da mãe da Cecília.
Imagino-a todas as noites, antes de adormecer. Pergunto-me sempre: Como estará ela, como estará a esperança dela, o que sentirá ela neste momento que antecede o sono e em que tudo nos vem à memória? Temerá ela muito? Doer-lhe-á muito?
E, mais uma vez fico longe de conceber o que é estar nos seus sapatos, mas envio-lhe, ainda que à distância, muito amor de mãe, para mãe, de mulher para mulher, de ser humano para ser humano.
E agora olho sempre duas vezes para os apelos na internet, sejam eles quais forem, pois ainda que haja muita treta a circular on-line, jamais quero correr o risco de não ajudar quem realmente precise.
Eu já dei a minha ajuda, dentro do que me é possível, para esta mãe e esta filha na sua batalha por salvar a vida desta fofinha e senti-me estupidamente bem.


Não virem a cara a esta menina. Não virem, leiam a notícia relacionada, vão ao facebook para mais detalhes.
Por muito pouco que possamos dar, do pouco se faz muito, quando nos juntamos a sério.

3 comentários:

Melissinha disse...

OBRIGADA, CASACA.

Melissinha disse...

Dados para transferência (conta do pai da Cecília)
SWIFT: BRASBRRJSBO
BANCO DO BRASIL (001) - Ag.:3777X - C/c:0000015415
CPF.:018.713.064-77
ITALO BISMARCK FREITAS MALVEIRA

Cantinho da Bê disse...

Ajuda dada! Espero mesmo que corra tudo pelo melhor.