segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

sim, eu já sei

que estar nos tops de vendas não significa nada para a generalidade das pessoas, que associa estas categorias a fast food literário.
Existe a ideia generalizada de que um livro que conste da lista dos que vendem relativamente bem, não será certamente flor que se leia, mas esse preconceito podia amainar, pois nem tudo o que vende é necessariamente mau.
A ideia de que as coisas boas não são vendáveis, estão destinadas à ruína, ou votadas ao cemitério dos flops, é chatinha e preconceituosa.
Sim, há muita merda no top, mas também há muita coisa boa :)
Deixem-me então curtir o momento. Porque, para mim, que estou do lado de cá e sinto pela primeira vez na vida isto de encontrar as minhas palavras em tantas casas, é do caraças.

13 comentários:

Jo Ann disse...

Bravo, bravissimo! :-)

Naná disse...

Mais que merecido, esse lugar no top!

Ana. disse...

É lindo e só peca por tardio!!

Mafalda disse...

Parabéns Ana! Lugar mais do que merecido!

Pp_FANTASMA disse...

O Fantasma diz: é bem, é bem ;)

Miss T disse...

Parabéns!!!! Ainda não li, mas conto ler entretanto.
E sim, concordo consigo, estar no top não é necessariamente sinal de "fast food literário". O mínimo que essas pessoas que assim pensam deveriam fazer era lerem antes e falarem depois.

Miss T disse...

Parabéns!!!! Ainda não li, mas conto ler entretanto.
E sim, concordo consigo, estar no top não é necessariamente sinal de "fast food literário". O mínimo que essas pessoas que assim pensam deveriam fazer era lerem antes e falarem depois.

Paulo Ferreira disse...

Parabéns Ana e ainda bem que as tuas palavras encontram bons olhos e mentes. Goza o momento e vai pensando no que vem a seguir para que estas "Palavras" não sejam só um mero desabafo.

Ana C. disse...

Obrigada a todos!
Eu nunca fui grande fascista literária. Tudo o que ponha as pessoas a ler é válido. O que uns gostam, outros detestam...
E depois temos aqueles de quem toda a gente gosta. Isso sim é uma conquista do caraças :)

Miss T disse...

Ana, eu acho que não haverá ninguém assim 100% consensual. Será quase impossível agradar a gregos e troianos.

Ana C. disse...

Zafon. Ninguém consegue não gostar, eu não acredito :)

Lorena Del Mar disse...

Boa!

Monóloga disse...

parabéns! :)
sempre que vejo, ou leio sobre o teu livro, lembro-me da Silvina, a grande guerreira do Episódios da radio, porque temos essa amiga em comum...
ainda não li, mas estou curiosa.
tudo de bom e que colhas muitas coisas boas deste momento marcante na tua vida!