terça-feira, 12 de novembro de 2013

Em defesa de Magali

Pois que venho aqui, extemporaneamente bem sei, mas ainda assim a tempo de defender Magali Rebelo Pinto dos vis insultos que têm sido proferidos na sua direcção.
Factos:
As opiniões revestem-se da importância de quem as profere, e Magali não desempenha funções num qualquer cargo público, que a forcem a ser comedida nas suas opiniões.
Magali não tem que partilhar das nossas opiniões.
Magali, apenas porque escreve livros que muitas pessoas debicam, não tem necessariamente que conseguir falar de forma a alcançar o top 10 de popularidade.
Magali disse aquilo que achava sobre pessoas e crise e austeridade e coisas, imensas coisas, sei lá. E essas coisas são aquilo em que acredita.
Perguntarão vocês:
Mas como é possível isso ser aquilo em que ela acredita?
E responderei eu:
É possível, sim. Eu acredito que existirá imensa gente a pensar como ela. Pelo menos tantos quantos votaram PSD nas últimas autárquicas e temos que respeitar opiniões diferentes, ainda quando a vontade interior seja a de arremessarmos tijolos na direcção de quem as profere.
Este é o maior dos exercícios de democracia e cidadania. Respiremos fundo e passemos ao lado.

5 comentários:

Naná disse...

Portanto... eu fico-me pelo arremessar tijolos à criatura! Meu "saquinho de brita" terá sido o melhor comentário que ouvi dirigido a esta... Magali...

Maggie disse...

Ora cá está post mais sensato de todos, sobre o tema. Obrigada

gralha disse...

Tal como temos de ser tolerantes perante a diferença, temos de respeitar a liberdade de expressão de pessoas com todos os níveis de inteligência.

(conheço tanta gente com a cabeça enfiada no próprio rabo, tal como a Magali. Ui.)

dona da mota disse...

Ora aqui está um tema para o qual me estou a borrifar, a sério, quero lá saber o que a mulher disse.
Mas que o teu post é um exercício de sensatez, lá isso é!

Mariah disse...

Mas é difícil Ana, é difícil...