segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Vuelitos

Nunca fui a neta preferida de nenhum dos meus avós e eles sempre fizeram questão de o mostrar, sem qualquer tipo de pudor, nem de constrangimento. Uma pouca vergonha portanto. Vai daí convenci-me que o papel dos avós na vida dos netos é muito giro e importante sim senhora, mas para o neto preferido, ou quando não há netos predilectos.
Hoje constato que se passa exactamente a mesma coisa com os meus filhos e odeio.
Acredito que possa ter-se uma inclinação por um neto em detrimento de outro, mas mostrá-lo tão abertamente, sem tentar ao menos disfarçar, é que me consome as tripas.
Entoarei um mantra todas as noites, no sentido de não me esquecer disto no futuro, caso os meus filhotes decidam brindar-me com netos.

7 comentários:

Crente disse...

Do meu lado, o Mister ainda é neto único. Não tem como sentir nada disso. Mas no meu caso foi diferente. A mãe da minha mãe dizia mesmo que eu não era neta dela. Acho que há avós que não deviam sê-lo. u deviam ter aulas para aprender a ser, com respeito e equilíbrio.

Miguel disse...

Se há pais tiranos, porque não existirem avós tiranos?
Enfim, tu sofreste isso na pele e sobreviveste. Os teus filhos fá-lo-ão também.

Melissinha disse...

Eu era a adorada de uma e a enjeitada de outra. Mas o "enjeitada" ganhou na minha personalidade, acho eu. Mas tive avós por pouquíssimos anos, além de sermos mesmo muitos netos.

Uma merda, isso. Mas sim, sobrevive-se.

Maggie disse...

ui, eu sei que fui a neta preferida da minha Avó M. e sinto que as netas para a minha sogra estão no mesmo patamar, pelo menos não mostra preferencias!
Um dia qdo fores avó vais mostrar que é possivel gostar de todos e esconder a preferencia!

Um beijinho
Maggie

Ana disse...

Por muito que se diga o contrário, até existem pais que fazem distinção entre os filhos. Não devia ser assim.


Gostei deste blog. Vou voltar.

carlostgc disse...

Avós, pais, netos, filhos e irmãos... todos pessoas com as suas individualidades, os seus "feitios"... a sua forma de se relacionarem... com amor!

Atira essa onda mais dramática para trás das costas :)

Rita disse...

Acho que é natural haver um neto mais acarinhado, digamos assim, mas demonstrá-lo abertamente acho muito mau.. =/
*