quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Oprahhhhhhh

Sim, eu sei que ando neurótica por o programa da Oprah ter terminado.
Afinal de contas, a minha guru deixará de me acompanhar ao princípio da noite e eu deixarei de ficar mais sábia e de lacrimejar e de me sentir pequena e grande e boa e má e tudo ao mesmo tempo.
O que é que se há-de fazer, eu adoro a mulher.
Pérolas como (estou a citar de memória):
"Perdoar é abdicar da esperança de que o passado poderia ter sido diferente".
"Escutem sempre os vossos pressentimentos. Primeiro eles chegam sob a forma de sussurros que só nós parecemos escutar. Mais tarde transformam-se em gritos, quase impossíveis de negar".
Reportagens sobre Martin Luther King, genocídios, racismo, xenofobismo, pais de merda, pais corajosos, pessoas doentes, pessoas lutadoras, pessoas vis, viagens, decoração, guerra e uma vida inteira de possibilidades.
Cenas destas. Cenas que nos prendem, que nos colam o rabo ao sofá quando o programa dela começa e que nos fazem suspirar quando termina. Cenas que nos fazem sentir minúsculos, ou grandes. Que nos fazem pensar.
Por tudo isto, sei que vou lacrimejar perdidamente quando a sua ausência se fizer sentir na minha vida televisiva.
Será que o canal dela vai estar disponível nos nossos cabos?
Deprimi.

12 comentários:

jmalho disse...

Me too...

bjo

Duchess disse...

Não brinques. E eu que pensei que não se podia dizer que se gostava da Oprah. Eu até às minhas alunas cito a Oprah. Essa da inner voice é uma das que mais gosto

Agora resta-me a Anatomia de Grey que também tem quase o mesmo efeito em mim.

Beijo e bom ano!

gralha disse...

A minha preferida é qualquer coisa como: o sofrimento é todo igual. No OWN ela não aparece, deixa lá, não perdes nada. Mas temos sempre a Melissa :P

Ana. disse...

Pois eu ando a gravar programas, para me certificar que apanho os melhores momentos! Isto tem cura, eu sei, mas habituei-me por exemplo a seguir as sugestões do Book Club e ainda não li um livro que ela aconselhasse de que não tenha gostado!
Pouco me importa se é piroso gostar da Oprah ou não, eu gosto e tenho pena que este formato de programa acabe; parece que o seguinte é um pouco diferente... a ver vamos!
;)

Ana C. disse...

A Oprah não é trash tv, plo amor da santa. A Oprah tem uma equipa de produção genial, com reportagens e temas que vão fundo, muito fundo em temas que mexem connosco e que nos remetem para a nossa consciência.
Quem diz que são programas de gaja, é porque nunca viu nenhum. Adoro esta mulher. A sério, é a minha ídola.
Agora digam-me cá. Vocês viram o rancho do Ralph Lauren no COlorado??? Eu quero.

Sissy disse...

É uma pena acabar um programa tão bom, com tanta informação e tão fantástico! E sim os homens também gostam, porque o meu namorado ainda hoje vê comigo!

Beijooo*****

gralha disse...

Vi o rancho do RL, também quero!

Melissinha disse...

Eu uso as cenas que a Oprah diz on a daily basis. A sério.

Melissinha disse...

GRALHA: ESTÁS LÁ.

Duchess disse...

Ana: não acho de todo que seja mas há gente que diz que sim. Também gosto do Dr Phil porque sou do ramo. E vi o rancho e adorei:)

margarida disse...

Esta semana já vi duas vezes a Oprah, que lá não tenho por isso não posso, e chorei que nem uma desalmada. É na Oprah e no Extreme Makeover Home Edition. Já agora, no outro dia estava a dar os melhores momentos do programa do Daniel Oliveira (e é in não gostar dele, mas eu gosto) e chorei que nem uma perdida. Confissões feitas, resta-me desejar um Bom Ano à Ana C. ;)

Naná disse...

por alguma razão que não entendo, fico hipnotizada quando a vejo na televisão... parece que não consigo mudar de canal. Gosto particularmente da sua generosidade.
Mas por norma não acompanho o programa dela....