sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Tic-Tac-Ti-Ta-T-T.............

Cada vez me convenço mais que a vontade de ter mais filhos é directamente proporcional às ajudas que se tem.
O meu relógio biológico eclipsou por completo. Não dá horas, minutos, segundos, dias, nem semanas.
Depois de estar há mais de um mês a ouvir tossir de noite, o meu organismo entrou em modo de auto-defesa e estou desconfiada que engoli os meus próprios ovários.
Quando vejo um bebé fofinho e pequenino sorrio e penso: Chiça, que fofura, cutchi cutchi, ainda bem que não é meu.

8 comentários:

O Blog da Mafaldinha disse...

YES! Concordo inteiramente contigo! O meu excelente esposo quer muito um menino, e eu digo "sim, está bem, depois de ganharmos o Euromilhões sff!" Compreendo-te super bem!

Maggie disse...

hehehehe é a verdade.
eu cá estou já bem servida e qdo vejo uma gravida desejo mta sorte e agradeço por não ser eu. Já chega, obrigadinha!

bjo
Maggie

Naná disse...

Pois o meu relógio está mesmo a fazer tic-tac a um ponto ensurdecedor!
Eu quero dar-lhe ouvidos mas o pai é que não...

Ana. disse...

Ahahaha! Pareces eu!
Com a diferença que eu não tenho crias!!

Melancia disse...

Apesar de me sentir com relógio a andar ao contrário do teu, adorei! A última frase então trouxe-me uma bela gargalhada! E não podia concordar mais, nada como avós disponíveis para tudo e mais alguma coisa!

Rita disse...

Maravilhoso :)

Duchess disse...

Isso é prova de sanidade mental. Já de mim não posso dizer o mesmo.
Não tenho ajudas, sei que as não tenho mas continuei a achar graça, tanta graça que continuei a querer que fossem meus. E vou nos 4.

gralha disse...

Obrigada! Obrigada! Dá cá um abraço, Cê! Afinal não sou a única...
(mas acho que não é só das ajudas, é da resistência psicológica de cada um)