sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Odeio Profundamente

O Carnaval.
Quero despachar a treta da máscara para a Alice levar para a escola, mas as máscaras para miúdas são um pesadelo para qualquer mãe que odeie o carnaval.
Enquanto que, para os rapazes há toda uma variedade estonteante de super-homens, piratas, homens-aranha, cowboys, hulks, Buzz-Lightyear's-ao-comando-estelar. Para as raparigas há... PRINCESAS. Vestidos horripilantes, no género camisa de noite de poliester e ponto final. Ah, também há fadas, mas confundem-se perigosamente com princesas.
Vi uma máscara gira da Jesse do Toy Story, mas recuso-me a pagar quase 50 euros por uma treta que se usa uma vez.
Há a hipótese de a mascarar de bruxa, pois ela gosta e sempre seria diferente, mas a realidade é que as máscaras de bruxa parecem vestidos de princesa, mas em preto, ou roxo.
Já pensei cortar dois buracos num lençol e mascará-la de fantasma, ou comprar-lhe uma cabeleira loira e um bigode falso, mas temo o falhanço total desta minha ideia, face a uma multidão de colegas mascaradas de... Princesas.
Vai daí, o mais provavel é ter que render-me à monarquia mesmo.

13 comentários:

Melissinha disse...

Polyester Empire of Evil!

A minha mãe vestiu-me de cozinheira, uma vez. CLARO que eu tinha de acabar num divã de psicanálise.

Naná disse...

Podes mascará-la de joanhinha, de flor, de dama antiga, de capuchinho vermelho, borboleta...
Ou então podes tentar alugar um fato... não sairá mais barato?!

Ana C. disse...

Ela o ano passado foi mascarada de enfermeira. Foi muito gira, com óculos (sem lentes), estetoscópio, malinha de médica.
Mas já não lhe serve...
Este ano, só encontro máscaras de enfermeiras tipo prostitutas. Tudo em nylon brilhante e mini-saias.

Ana C. disse...

Naná, já pensei em Joaninha, mas os que encontrei são todos para bebés...
Existem fatos baratos de princesas :) Entre os 9 e os 11 euros.

Duchess disse...

Capuchinho vermelho é um must.

gralha disse...

Copia a minha ideia, que já vai de um para o outro: pintora. Basta uma t-shirt pintalgada, uma boina, paleta e pincel. Dispensa o bigode, neste caso.
E não há divã de análise de suporte o que eu passei com a minha mãe a mascarar-me de personagens masculinos todos os anos. Fui de árabe (com bigode!!!) duas vezes.

Ana disse...

Quando eu era miúda a minha mãe mascarou-me com um vestido que tinha flores grandes estampadas. Disse-me para dizer que estava mascarada de jardim. Foi um sucesso e nunca mais me esqueci. Acho uma mania completamente parva esta de as crianças se mascararem com coisas já feitas e a vida não está para se gastar dinheiro nestas coisas. Imaginação e criatividade a funcionar e alguma coisa sai com as coisas mais simples... (de hippie?)

Nicole disse...

A minha mãe sempre se recusou a mascarar-me de princesa ou dama antiga que era o que mais se usava no "meu tempo" e eu fiquei traumatizada. Ia de bruxa, hippie, sevilhana e as outras miúdas todas com umas grandes saias cor-de-rosa, luvas e chapéu a sentirem-se ultra-femininas e eu um trambolho. Por isso é que hoje sou fascinada por Downton Abbey e afins:)

Ana C. disse...

Nicole, eu sempre fui maria-rapaz, daí não querer passar as minhas manias à minha filha. Eu quero que ela seja ela e não uma mini me. Se ela me pedir princesa, princesa será. O "problema" é que fica contente com tudo (por enquanto).
Daí a ideia da gralha ser praticamente genial :)

Melissinha disse...

Gralhaaaaa, precisamos trocar umas figurinhas maternas!!!
Tenho vários cromos de carnaval para a troca.

Turista disse...

Querida Ana, pois cá por casa, já se ofereceu o vestido de Princesa (de poliester, claro!), à sobrinha mais nova. Acompanhado do livro sobre Princesas, para aprender a comportar-se, como tal! E ela ficou delirante e fascinada! ;)
A outra mais velhinha, comprei-lhe um tutu de ballet e acho que ela vai adorar!
Eu gostava de ter uma sobrinha que gostasse de se mascarar com um passador de esparguete na cabeça e umas barbatanas nos pés! Já lhes fiz várias vezes a sugestão, mas elas dizem que eu sou doida e viram-me as costas e vão-se embora. :P

Pirilampo M4gico disse...

Haja quem deteste o Carnaval como eu... Sempre detestei mascarar-me, mas lá ia obrigada de palhaça e índia! A última vez fui de pintora com uns 9 anos. Pensava que me tinha livrado destas coisas até no ano passado pedirem-me para levar a minha filha mascarada... foi de princesa! É o que se encontra mais, elas adoram e pronto, são apenas umas horas e está feito! :)
Este ano... vai ser um novo martírio e eu que pensava que o Carnaval ainda ia longe...

MARIA MARIQUITAS disse...

Olha a Kika tem de levar duas fantasias, de manhã o tema é alimentação, de tarde é um circo e a Nôno tenho de decorar um saco do lixo com o tema Afectos!!! E esta hein?