terça-feira, 10 de janeiro de 2012

tu-tus maternos


Sempre me enfadaram de morte as aulas de ballet para criancinhas.
Assistir a uma daquelas festinhas de fim de ano, ou às representações caseiras dos magníficos pliés e saltinhos desajeitados, era como levar com uma bigorna na cabeça.
Sorrisos amarelos, palminhas contidas, exclamações de êxtase com um pézinho menos desajeitado, palitos nos olhos para que não fechassem, eram as muletas possíveis para uma tipa impaciente como eu.
Quantos anos levaria até sair alguma coisa de jeito, era a minha constante pergunta interior. Que nunca era respondida, pois a maioria das crianças borrifa-se no Ballet antes de aprender de facto qualquer coisa interessante.
Vai daí, sempre rezei para que a Alice não fosse dada a essas vontades de tu-tus e sapatilhas e carrapitos, pois só Deus sabe o que me custaria ter que enfrentar representações caseiras da coisa.
É claro que os meus pedidos não foram escutados e já tenho uma filha que me pede para ir para o Ballet e me faz coreografias e representações fascinantes aqui em casa.
Se continuar a pedir-me, sei que vou ceder e que vou lacrimejar comovida, aplaudir entusiasmada e gritar com cada saltinho desajeitado do meu bocadinho de gente, pois ser mãe (também) é descobrirmos alegria no que antes nos arrancava bocejos :)

6 comentários:

MARIA MARIQUITAS disse...

Yessssss!!! Vou querer ver a minha amiga de tutu!!!!

Rita disse...

A Margarida também me pediu mas eu lá a convenci a experimentar o hip hop. Acabou por adorar. Agora é a mim que me faz impressão aquele estilo demasiado alternativo para o meu gosto, mas como me diz o Paulo: "foste tu que fizeste o monstro, agora tens que aguentar"! Ah pois é!!!

Maggie disse...

lá em casa a mais nova tbém anda no ballet, hi hi hi mas eu acho piada ás coisas que ela faz. E os ares das miudas que pouco ou nada sabem fazer mas já acham que fazem uma grande coisa? e nós temos que bater mtas palminhas dado o espectáculo que foi a exibição ...
Ser Mãe tbém é isto, prontos!
Maggie

gralha disse...

Não te preocupes, A., eu vou aos teus saraus. Choro, filmo e acho que danças melhor do que as outras meninas.
(Cê má!)

Mad Hattress disse...

Quando era miuda também chateei a minha Mãe com o ballet. Assisti a uma aula e detestei. Preferi aulas de canto e pintura. ;)

Catarina disse...

Pode ser que lhe aconteça o que me aconteceu a mim: passei do ballet directamente para o Judo, onde fiquei durante 12 anos :)