terça-feira, 30 de julho de 2013

Sabem quando

passa uma eternidade sem que aconteça nada nas vossas vidas e as teias de aranha insistem em permanecer no quotidiano e de repente, de um dia para o outro, tudo acontece ao mesmo tempo?
Pois é.
Primeiro que o organismo se adapte aos planos sucessivos em andamento é um pau, por isso tenho andado adormecida por aqui. Pura e simplesmente porque tenho andado demasiado acordada por ali.
Isso e tenho a Alice de férias desde finais de Junho e o António em casa desde que nasceu, portanto, compete-me a tarefa de tornar-lhes as férias aprazíveis.
As minhas férias? Hein? Ouvi alguém perguntar?
Não sei, acho que passar férias no meu caso será apenas fazer as mesmas coisas numa casa diferente, mas tudo bem, o que importa é estarmos aqui e estarmos bem, tudo o resto é relativamente cagativo.
E pronto, aqui vim eu dizer isto.

3 comentários:

Maggie disse...

boas férias Ana, vais ver que um dia destes eles crescem e já consegues voltar a ter férias.

bjos

Maggie

Ana. disse...

Enquanto éramos pequenos, sempre ouvi a minha mãe dizer que ela era a única na família que nunca tinha férias! E eu nem entendia muito bem, porque afinal, íamos 15 dias seguidinhos para a praia...
Mãe sofre!
;)

Naná disse...

se sabemos quando passa uma eternidade sem que nada aconteça e depois tudo acontece?

acho que por estes dias só queres lá no íntimo que a montanha russa de acontecimentos abrande e até desejas que não se passe nada, certo?!