quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

viajar assim é viagem

De todas as partidas guardo aquela que me trouxe aqui, ao meu regresso.
De todas as viagens o retorno de poder lembrá-las sempre, sem condicionante de tempo, ou de lugar físico.
De todas as chegadas aquelas em que vi o que lembraria todos os dias, sorrindo apenas para dentro, com aquele movimento infinito e invisível dos que não querem ser vistos felizes, mas que o são, pelo breve instante em que se recordam a viajar.
Viajei sempre para me achar pequena e assim me encher da grandeza necessária ao quotidiano de coisa nenhuma.
Agora, eis-me aqui, pequena de viagens, mas infinita na recordação.
Não viajo há demasiado tempo e sinto a falta do arrepio na pele medrosa à partida, falta daquele medo irracional de um qualquer imprevisto que me impeça de regressar atempadamente à minha vida.
Sinto a falta dos outros fora daqui e de mim dentro do que é deles, sentindo-me nada e sabendo-me, no entanto, um mundo inteiro.
Sinto tanta falta de viajar, que me dói fisicamente cada país que não sei, cada terra que não vejo, cada pedaço do mundo que não alcanço daqui, da minha casa.
Um dia destes, não muito longe de hoje, retornarei a um qualquer lugar que ainda não conheço e encher-me-ei de saudades e memórias novas. Depois chegarei plena. Uma plenitude temporária, mas imensa.

5 comentários:

dona da mota disse...

Não sei se será assim tão "um dia destes" mas haveremos de voltar também aos sítios onde não fomos. Um ano destes, ou assim...

Ana C. disse...

dona da mota, como te compreendo...

Luísa Livros disse...

Convite feito para que essa viagem seja a Buenos Aires... ;) Que te parece? (bem ao som de uma das frases que eles tanto usam por aqui, e à qual também já me rendi!;)
Beijinhos

gralha disse...

Espero que possas fazê-lo um dia destes, mesmo mesmo. Andei a sonhar esta viagem durante vários anos mas chegou uma altura em que percebi que tinha de fazer dela uma prioridade e dei o salto. Nunca é a altura certa e temos sempre medo de alguma coisa, mas é preciso arriscar.
Beijinhos! Se quiseres um postal, manda-me a tua morada :)

Espiral disse...

ai ai os befores... são os meus filmes de eleição, por todos os motivos e mais alguns.

Gostei do último, Foi um bom fecho. Mas o meu favorito vai ser sempre o segundo =)