quinta-feira, 4 de março de 2010

António



Às vezes sinto que só a distância nos traz o verdadeiro conhecimento de tudo.
No momento em que nasceste sentia-me a flutuar, a uma distância considerável da realidade, era como se não estivesse realmente ali, como se tudo não passasse de um sonho regado com sons de instrumentos metálicos, o toque da mão do teu pai no meu rosto, as vozes dos médicos.
Passado um mês começo finalmente a acordar da letargia emocional de ter sido mãe novamente e a sentir que estás mesmo aqui na minha vida, que já me olhas, que já me escutas, que já sentes a minha mão no teu rosto com uma satisfação diferente.
Passado um mês volto a sentir que tudo passa demasiado depressa para conseguirmos andar a par e passo com o mundo à nossa volta. Por isso vou tentar parar um bocadinho de vez em quando e perceber que já entraste mesmo nas nossas vidas meu amor. Parabéns pelo teu primeiro mês de vida.

11 comentários:

Nina disse...

Parabéns, António!
Tens muita sorte com os pais que escolheste para te guiarem...e na mana:)
Não tenho fotos destes momentos:( Deve ser uma emoção tão grande revê-lo assim:)
bji, querida

Melissinha disse...

eep eep hurrah!

gralha disse...

Muitos parabéns António!
É tão diferente o segundo, não é? Parece que nos foge o tempo. Parar como...?

Petra Pink disse...

parabéns para o António! e para a mamã, que certamente é uma mãe maravilhosa e que muitas crianças gostariam e mereceriam ter.

Ana C. disse...

Nina obrigada pelo exagero e sim é fantástico rever tudo mais tarde, no meu caso em filme ;)

Ana C. disse...

Melissa até já estou com uma taça na mão e tudo :)

Ana C. disse...

gralha é tão diferente, mas tão diferente... Obrigada.

Ana C. disse...

Petra Pink deves querer deixar-me ainda mais inchada, neste caso de vaidade. Obrigada, mas sou só uma mãe normal ;)

Nina disse...

Não é exagero, querida...acredita que não é. Se releres o que escreveste no post de hoje, ficarás com essa certeza.
Quem dera a muitas crianças serem tão acompanhadas e amadas como os nossos.
bji gde

mãeee disse...

Parabéns António pelo teu primeiro mês!
Esta tua maneira de escrever, tão bonita e sentida, rouba-me as palavras ... e eu gosto :)
beijos muitos em todos

Precis Almana disse...

Já um mês, pois... Passa a correr! E então, confirmas que ele entrou nos "eixos"? (a tal história do um mês)
Parabéns!