segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Comodismo

É mais fácil ficar numa situação que nos magoa, do que sair da situação que nos magoa.
Juro.
Sinto-me estupidamente cobarde, agarrada a coisas que não importam, mas que eu digo que importam, só para me convencer que estou a agir da forma certa.
Queria ser uma gaja cheia de coragem, mas limito-me a encher o depósito da paciência, que se tem revelado com uma capacidade extraordinária.
O problema é que fico sem paciência para as coisas que importam de verdade.

Atenção, que não me refiro a nada de muito importante e isso é o que mais me irrita.

5 comentários:

Naná disse...

É melhor resolveres isso duma vez por todas! Ao menos arrumas logo a coisa e não gastas mais energias com isso!

Ana C. disse...

Naná, tens razão. E é precisamente isso que digo a mim mesma todos os dias...

Melissinha disse...

A cada dia que passa sem o resolveres, é mais um bocado de energia que se perde.

gralha disse...

Quando isso acontece, sinto que me roubam um bocadinho de mim própria. Mesmo quando são coisas pequenas, pouco a pouco, fazem mossa.

Moleskine disse...

há-de chegar ao dia que isso passa, e aí terás uma energia contagiante. Bjs