quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

meninos da mamã (um tema recorrente)

A minha alma fica sempre um bocado atrofiada, de cada vez que vejo um pai, ou uma mãe impedir os filhos machos de brincarem com cozinhas e ferros de passar.
Os putos gostam de fazer os cozinhados e servir cafés, mas não podem, pois que não é coisa de rapaz e são constantemente chamados à atenção por isso.
Muitas vezes estas proibições chegam das mulheres que mais se queixam de os maridos não fazerem a ponta de um corno. Vai daí, o melhor que se lembram de fazer é boicotar as capacidades dos próprios filhos.
Alguém que me explique esta mentalidade, porque eu não chego lá.
Quer dizer, eu até entendo barbies, mas caraças, uma cozinha?
Não é assim que vamos contribuir para uma geração livre de meninos da mamã.
É importante o ninho e as raízes, sim. Mas mais importante ainda, são as ferramentas que lhes damos para conseguirem voar sozinhos.

17 comentários:

Naná disse...

Os maiores machistas que eu conheço são-no porque as mãezinhas não os deixavam levantar uma palhinha.

gralha disse...

Até fico com fernicoques com este tema.

Julieta disse...

Eu nem as Barbies entendo. Porque raio não pode um miudo brincar com Barbies? Fica gay por isso, queres ver? e se ficar?

disse...

Ana isso já vem muito mais de trás...assim que o casal sabe que vai ter um menino o mundo tornasse azul!
Depois, acho que, mais facilmente se compra um carrinho daqueles todos giros no imaginarium para uma menina (porque ela gosta de brincar com aqueles carrinhos)do que uma barbie para um menino.
Conheço uma mãe que o filho chegou a casa, isto no 5º, a dizer que queria ir para o ballet, e foi!

disse...

No 5º?
sim falta o ano. no 5º ano.
:)

Ana C. disse...

Eu sou aberta a democratizar todos os brinquedos, mas em mentalidades que não deixam entrar cozinhas, consigo entender que as Barbies sejam ainda mais complicadas. As barbies são esparguetes, sem grande propósito na vida, além de mudar de roupa e pinar com o Ken. Agora as cozinhas, caraças? São armas de sobrevivência e perpetuação da espécie.

Ana C. disse...

Eu acho que eles devem gravitar para os brinquedos que curtem, espontaneamente. Sem stress. São só brinquedos.
O António nunca ligou a bonecadas, mas adora cozinhas e bolinhos e adora, aliás, é obcecado por carros.
A Alice sempre gostou de carrinhos e nunca ligou muito a bonecas.

DeepGirl disse...

Esses pais ainda não perceberam que é a proibirem as crianças de manipularem o objecto, seja ele qual fôr, que estão a limitar a aprendizagem. Demasiado cegos pelos estereótipos e xenofobia!

Justiceiro disse...

É por isso mesmo que eu acho que os miudos devem brincar à vontade com armas e às guerras, não deve ser por isso que se vão tornar violentos

c disse...

Os meus rapazes têm uma cozinha :)
E também lhes dei uma vez uma boneca, mas jogaram futebol com ela (servindo ela de bola).

Melissinha disse...

A Melissinha assanha-se com isto.

Maffa disse...

Só pode ser mesmo horizontes muito pequeninos - e os melhores chefs de cozinha que säo homens?!
A minha mäe trabalha numa loja de brinquedos e os melhores dias dela säo quando vende cozinhas a esse tipo de pais de rapazes. Ela consegue convencer um pai/mäe desses a comprar uma cozinha para o filho que näo pára de brincar na loja e JURO q até já vendeu cozinhas côr de rosa a pais de rapazes com essa visäo do mundo (que cozinhas é para meninas).

macaca grava-por-cima disse...

Não podia concordar mais... Eu com o meu filho (2 anos) farto-me de brincar às comidas (inventamos que fazemos pizzas e arroz doce e pomos e tiramos do forno e tá quente e tá frio LOL... uma algazarra pegada) e ele delira!!!

macaca grava-por-cima disse...

a propósito: http://www.macaquinhasnosotao.blogspot.pt/2012/12/isto-e-tao-perfeito-para-presente-de.html

não é uma cozinha cor-de-rosa, mas já é um começo ;-)

Dani disse...

O meu filho com 1 ano recebeu como prenda um balde com esfregona e vassoura em miniatura. Tem um ferro de engomar e quando vai a casa de amigos com meninas brinca com bonecas e cozinhas. Ajuda-me em casa a por a mesa, gosta de me ver fazer a comida e não é por isso que deixa de gostar de coisas típicas de rapaz.
Tem que se mudar mentalidades!

Melancia disse...

Ora bem... Cá em casa eu sou a única em tons de rosa e até o que está dentro da barriga vem em azul. O meu filho, adora esfregonas, ajudar a fazer a cama e brincar com chávenas de café. Pois tem todos esses brinquedos.
E, a proposito, de mãezinhas que criam filhos machistas que não sabem fazer nadinha, dou por mim a pensar, de cada vez que o meu filho de 20 meses come comida aquecida que sobrou de véspera: a minha nora vai-me agradecer e nem sabe!
Toca a descomplicar, sim?

Raquel (persiana) disse...

Tenho o menino de 5 anos. Em pequeno (18m)recebeu um kit de limpeza (esfregona/balde/aspirador) com que ainda brinca! depois comprei uma tabua+ferro de engomar pra uma amiguinha e tive de lhe comprar pra ele tb...
os anos passaram e apesar de ter carrinhos, liga-lhes pouco! gosta de animais, peluches e legos...
No verão pediu-me uma boneca, ou a Rapunzel ou a Ariel. Aqui a mãe resolveu com uma sereia comprada nos chineses... a sua paixão durante alguns meses!
agora no natal pediu a sininho!
é rapazola, mas gosta de brinquedos de menina tb! e nós damos!
enfim... ninguém estranha uma menina com carrinhos!