sábado, 12 de março de 2011

Portugueses Pelo Mundo

É o meu programa preferido do momento. Caraças, não perco um e adoro.
Há cerca de duas semanas atrás foi no Japão e, além de ter visto um bar com um Japonês a cantar o fado, percebi também que aquela malta civilizada e tranquila, encara o trabalho como o caminho para o paraíso, enquanto nós, aqui no rabo da Europa, portadores do gene entranhado do catolicismo, o encaramos como castigo.

14 comentários:

Sílvia disse...

Adoro :) E gostei imenso do de hoje...

Ana C. disse...

Sim Sílvia, o de hoje (Jerusalém) foi muito giro. E na rtp2 à mesma hora, também dá um programa de viagens, não tããão giro, mas giro :)

Melissinha disse...

Não ficas doida para ir viver para os sítios?
Cá também somos fãs.

Mãe da Tiz disse...

Eu também adoro!!!! Sou fãzérrima!!!

gralha disse...

Vou propôr um programa à RTP sobre os portugueses no mundo que se esforçam como o caraças mas mesmo assim não se safam. É muito parcial essa perspectiva da emigração e só faz com que todos queiram raspar-se daí.

Nuno Andrade Ferreira disse...

Eh eh. Eu vou participar no programa que vai ser feito em Cabo Verde.

mena disse...

o programa tem alguma graça, mas são todos muito bem sucedidos, não é? e onde andam os outros, que também andam lá fora a lutar pela vida e se calhar até trabalham nas obras ou não arranjaram trabalho, ou fazem limpezas? falta esse lado, parece-me a mim.

Sara L. disse...

Eu gosto do espírito positivo que o programa transmite. É "parcial"? Talvez, mas nesse caso também o são muitas reportagens sensacionalistas que insistem em explorar a desgraça alheia.

É claro que todos sabemos que nem sempre as pessoas que optam por viver lá fora são bem sucedidas, e não acho que o programa queira iludir alguém no sentido contrário. O objectivo principal é mostrar as cidades pelos olhos dos portugueses que lá vivem, e é natural que aqueles que conseguem ter uma vida pessoal e profissional satisfatória, bem integrada na sociedade, na cultura e nos hábitos locais, conseguirão fazê-lo de forma mais interessante e apelativa. E é daí que vem o sucesso do programa.

Sou fã!

Ana C. disse...

gralha e Mena, acreditam que nunca me tinha passado isso pela cabeça?
Sim, realmente é verdade, que vão buscar malta super bem integrada e feliz.
Eu vejo aquilo mais como um programa de viagens pelos olhos dos portugueses que lá vivem, tal como diz a Sara L.
Mas não deixam de ter a vossa razão. É claro que vida de emigrante não é fácil e muitos passam uma vida inteira, sentindo-se sempre estrangeiros no país que os acolheu.

Ana C. disse...

NUNO, tu vais aparecer? Juras?

cristina disse...

o que eu acho eh k ateh a data foram transmitidos mais programas com experiencias menos positivas ou k traduziam a emigracao dos anos 70. Hoje em dia as coisas sao diferentes e muitas vezes a emigracao nao eh imposta mas uma opcao de vida para muitos jovens. Este programa trata exactamente deste aspecto. De jovens k emigram e k se integram no pais de acolhimento ou pelo menos fazem esse esforco pk parecem conhecer melhor o pais e adaptar-se bem a ele.

DeepGirl disse...

Também gosto...

Ficamos com vontade de visitar, ou pelo menos com a ideia do que ainda poderemos vir a visitar.

Parecem todos tão felizes :).

hierra disse...

Tb gosto imenso, vi esse do Japão e fiquei encantada!!!

Nokas disse...

Também gosto de ver, aprende-se bastante :)