terça-feira, 12 de abril de 2011

Fetiches

Assim que fecho a última página de um livro de que tenha gostado, atiro-me para dentro da net e cusco tudo o que há para cuscar sobre o seu autor, locais descritos, personagens.
Se o escritor já morreu, planeio viagens aos locais onde viveu quando escreveu as suas obras, faço questão de visitar a campa, sonho em olhar o mesmo céu que ele olhou, encontrar a casa onde viveu.
É claro que na maior parte das vezes, nada disto se concretiza. Tirando as viagens pela net e pelo google. Mas sou assim, cuscuvilheira acerca dos meus ídolos.
Lembro-me de, há muitos anos atrás, ter lido uma biografia da Isadora Duncan e de ter ido a Paris nesse ano, arrastando as minhas amigas ao Cemitério Pére Lachaise, só para descortinar a campa dessa tipa de vida trágica. As minhas companheiras bufaram, protestaram, não entenderam. Para elas era a campa do Jim Morrison e pouco mais, mas para mim, aquele local de repouso eterno era um mar de potencial. Era a oportunidade de agarrar um bocadinho (ainda que o bocadinho mais mórbido) da vida dos inalcançáveis.
Queria descobrir todas as campas pouco concorridas e sentar-me ali, de conversa com os meus ídolos.
Visitar a casa onde nasceu e a casa onde viveu o Mozart. Imaginá-lo ali, a tocar as suas primeiras obras, a dormir, a respirar, foi do mais mágico que já me aconteceu.
Por tudo isto sei que um dia, quando tiver acumulado muitos milhões de dólares, organizarei a minha viagem de sonho, com passagem por todas as aldeolas, cidades, tascos, por onde já passaram os meus fetiches :)

9 comentários:

Manuela disse...

Querida Ana, boa ideia para fazer roteiros de viagem :)
Podemos começar pelos portugueses... obrigada por mais uma dica fantástica!
Beijinhos.

EU SOU EU disse...

Isso é muito bom...mas ir a Paris...e não ir visitar a campa do Jim...é como não ver a Torre...

Melissinha disse...

Por favor, paga-me um tour pelos cemitérios. Por favor.

Ana C. disse...

Manuela, arranja isso que eu alinho ;)

Ana C. disse...

Eu sou Eu, mas quem disse que não fui ao Jim? Das duas vezes que fui ao campómetro parisiense, fui ao Jim ;)

Ana C. disse...

Melissa, também alinho. Eu tenho uma atracção estranha por cemitérios.

Ana C. disse...

Mas pagar, pagar, pagas tu filha.

Melissinha disse...

Pera, tu disseste que ias ganhar milhões. Não me lixes.

Ana C. disse...

Quando tiver milhões serei forreta.