domingo, 22 de abril de 2012

ó mãe,

- Posso pedir-te uma coisa?
- Não me digas que queres mais presentes?
- É só uma coisa. Não são muitos presentes.
acho que reviro os olhos, mas não posso garantir.
- Não achas que tens tido presentes a mais?
- É só mais este.
- O que é que tu queres, diz lá...
- Um corno.
Não, não é uma Barbie, um caderno para pintar, um livro, um Nenuco, uma playstation. A minha filha quer um corno.


Mais tarde, percebi que viu na televisão um homem a beber por um corno, ao estilo idade média.

4 comentários:

Melissinha disse...

É para chamar a boiada.

Rita disse...

Do que eles se lembram :)))

Ana C. disse...

Também pensei que ela queria guiar os bois pelo pasto, juro que pensei!!! E não fiquei insatisfeita. Gostei da ideia. Mas foi-se a ver e ela queria era um copo para beber.

Naná disse...

Quando li corno, por momentos passou-me a ideia de que ela queria um daqueles cornos que se ofereciam às criancinhas para usar ao pescoço e afastar o mau-olhado.
Por acaso tenho um, que foi o meu avô que esculpiu, usando um corno verdadeiro de uma vaca!

Alice wants to go viking!