segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Mamma Mia Mas Que Bela Porcaria

Tens que ir ver! Não podes perder! É fantástico, vais adorar!
Mas porque é que eu ainda dou ouvidos a estes conselhos? Só servem para não acharmos nunca tão bom como nos disseram, ou então para nos atrair para um filme única e exclusivamente pelas opiniões alheias.
Tirando a Música no Coração e My Fair Lady, nunca consegui gostar de nenhum musical transformado em filme.
Ver a Meryl Streep aos pulinhos em cima de um telhado a cantar, ou o ex James Bond a saltitar apaixonado enquanto cacareja com uma voz de agente- ao- serviço- de- sua- majestade-castrado-por-um-espião-maléfico, não definitivamente não é para mim.
E quando os actores estão a meio de um qualquer diálogo e subitamente essa conversa se transforma numa canção e os personagens, correm, pulam, dançam, eu penso: Esperem lá, mas isto é ficção! E eu detesto perceber que estou a ver um filme.
Quando um filme é mesmo bom tem que me fazer abstrair do facto de ser tudo a fingir e aqui é sempre tudo tão a fingir...
O que salva um bocadinho (mesmo só um bocadinho) esta situação caótica numa ilha grega, é precisamente a ilha grega e as músicas dos Abba.
É caso para dizer Mamma Mia, tirem-me deste filme!

3 comentários:

Melissinha disse...

Bah, já não és minha amiga! :P

Melissinha disse...

O regresso do cabeçalho tá com 3 sss.
Já parece a minha sobrinha a falar, hehe.
Vou comprar muitas coisassss.

McSleepy disse...

Vi este filme (?) recentemente a achei um desastre. Aliás, penso que qualquer filme cujo argumento seja escrito em função de meia dúzia de canções e não o contrário, está condenado à mediocridade!!