quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

À Beira de um Ataque de Pânico


Agora que sei a data em que o bebé vai nascer (mais dia menos dia) a coisa tornou-se avassaladoramente real. Não há volta a dar, vamos ter a nossa vida virada ao contrário, fazer piruetas, malabarismos, alfinetes nos olhos noite e dia e esquecermos quem somos durante uma carrada de tempo.
A coisa está a tornar-se tão evidente que bloqueei. Vou sentar-me no sofá e esperar que passe. O resto da família que viva por mim, que eu vou ficar aqui a acumular energia para o que aí vem.
Logo agora que devia estar a tomar café com amigas em tom de despedida temporária, namorar intensamente com o meu marido doente do coração, brincar pela rua fora com a Alice, aqui estou eu catatónica, em transe. Da minha boca apenas sai:
Como é que me fui meter nesta outra vez?
Isto de querermos ser pais tem uma grande dose de espírito de aventura e eu sempre fui uma pessoa aborrecida, comodista e racional, alguém que não gosta de acampar, nem de fazer viagens de mochila às costas...
Como é que me fui meter nesta outra vez?

30 comentários:

Ana. disse...

Promete que tomas as providências para que alguém me informe quando o António nascer...

Até lá, já sabes, fica o miminho: tu, Anacê Maria Virgulina Casaca, és capaz de tudo!

Beijinho!
;)

Lia disse...

sabes que depois de entrar..tem que sair! De certeza que te vais sair mto bem, tal e qual como com a Alice!
Dá graças por ires ter aquilo que mta gente quer e não consegue!

Ana C. disse...

Ana. será a 3 ou 4 de Fevereiro, fica descansada que saberás :)

Eumesma disse...

Atão (um erro propositado ;-), a malta ainda é jobe, e por mais racional que seja ás vezes momentos em que o emocional se sobrepõe aos neurónios e pimba...!
:-))
Agora mais a séio, acho que todas as mulheres antes de tão importante acontecimento devem se sentir um pouco assim, assustadas...
Mas tb acho (e tudo na base da suposição, já que nunca fui mãe) que "aquilo em que se meteram" é tão grandioso que superarão com toda a certeza os dias menos bons, e as "desvantagens" que um novo filho vos trará...

Portanto, força miuda, que com o apoio de uma bom marido (como terás por aquilo que tu dizes) tudo se ultrapassa.

Bjs

P.S. E poderás sempre deixar o rebento com algum familar ou amigo e poderás sempre continuar a namorar, a brincar com a Alice ou tantas outras coisas.

Já ajudei a passar o transe??? Espero que sim. :-)

Ana C. disse...

Lia sim eu sei, isto é mesmo só um desabafo, um ataque de pânico, o que lhe queiras chamar: Aiiiiiiiiii

Ana C. disse...

Eumesma ainda estou em transe, mas quando sair venho aqui ler o que escreveste e mentalizar-me de cada palavra, prometo :)

Melissinha disse...

I FEEL YOU BABE.
:)
Não vou dizer que passa quando vires os belos olhos verdes do Godô, porque já sabes como são as coisas: amor materno que vai batendo, batendo, chegando, chegando, fintando o cansaço e o pânico.
Já sabes disso tudo.

Ei, já leste o BabyBlues todo?

Ana C. disse...

Melissa olhos verdes? ahahahahah
Eu estou preparada para o embate. Acho tão giro quando oiço dizer que o segundo é mais ligeiro. Sabes que com a gravidez não foi nada assim? A ingenuidade perdeu-se...
Quanto ao BabyBlues sempre fui fã, mas hoje andei a passear pela homepage.

JS disse...

Ana, eu sei que dá um medo do caraças!!! Eu nunca tive tento medo na minha vida como no dia que fui ter a Leonor...até as nádegas tremiam!!!!

Porque já sabemos para o que vamos...

Mas, Ana C. vai correr tudo bem, e vais ter calma e respirar fundo e nós estamos todos aqui e calminha porque se não assim até eu já estou nervosa!

Um abraço*

Miss B. disse...

Relaxa, respira fundo e muita força..vai correr tudo bem, é isso que deve pairar nos teus pensamentos..eu assim espero! :)

Precis Almana disse...

Como é que te meteste? Hummmm... deixa ver... ;-)
Vais ver que vais achar o máximo e que vai ser mais fácil que na primeira vez. Além disso, passa num instante a parte mais difícil. É o que dizem (e hoje apercebi-me que tenho tido grávidas quase em permanência perto de mim há 12 anos...) Força aí, miúda. Depois pede a alguém para, pelo menos, ir comentar aos blogues das habituées a dar a notícia :-)

Miguel disse...

Tens a noção que a Wilma do BabyBlues acaba por ter 3 filhos?
Será um prenúncio teres escolhido essa figura para ilustrar este texto?
(sim, sou um "BabyBlues fan"!!)

Pulga Catita disse...

Calma, nada melhor que um dar uma mano à princesa. E vai correr tudo bem e já fica despachado.

Beijinhos e que nasça no meu dia de aniversário: 4 de Fevereiro :)

Ana C. disse...

JS as tuas nádegas tremiam? ahahaha, as minhas têm tendência para contrairem de pavor até desaparecerem ;) Mas é isso mesmo, como já sabemos ao que vamos as coisas são menos cor de rosa...

Ana C. disse...

Miss B prometo que vou tentar relaxar, mas nem um copinho de vinho para ajudar posso beber. Isto não se faz ;)

Ana C. disse...

Precis a pergunta não era para ter resposta ;) Espero que estejas mesmo certa, mas não consigo evitar aquele pânico de ultima hora...

Ana C. disse...

Miguel uma mulher deve conhecer as suas limitações e três... Bem três é areia demais para a minha camioneta. Ainda se fizesse cartoons disso, agora sou uma gaja banal, sem graça nenhuma ;)

Ana C. disse...

Pulga Catita obrigada pelas tuas palavras, mas quando me dá para pensar a fundo nas coisas fico aterrada ;) Em princípio será dia 3, ou dia 4, se ele não decidir surpreender-nos antes...

Ana. disse...

Pois eu espero que o António decida vir antes. Ainda falta muito para 4 de Fevereiro (dia em que nasceu o meu sobrinho Rodrigo - a coisa mais linda do mundo!!) e tu já estás cansada...

A mim parece-me que 22 de Janeiro é que era um dia espectacular para dizer "Hey people! Look who's here!!"
(Sim, o baby António já vai nascer poliglota!)

Beijos nessa barriga gorda!

;)

Nina disse...

:) Qd o tiveres nos teus braços, vais lá lembrar-te do caos que se vai gerar?
Preocupações à parte, deves estar ansiosíssima por ter nos braços o teu menino...por o beijar...por lhe decorar os traços.
Que tenhas uma hora mt pequenina, querida!
beijinhos gdes

Melissinha disse...

Também estou na corrente a torcer para que o António dê o ar da sua graça mais cedo - a partir das 37 semanas já tá mais que bom.
A Anacê diz que está toda podre, mas digo aqui e agora que estivemos juntas há dois dias e ela está giríssima, com uma barriga rotundérrima e com o andar super elegante, nada do cruzamento entre pinguim e chimpanzé que eu desfilava nos últimos tempos.

Cat disse...

Olá
Bem, agora não há volta a dar, entrou tem de sair por isso muita calma que de certeza vai correr tudo bem...
Cada vez mais acho que o meu filho vai mesmo ser filho único!!
Beijinhos

gralha disse...

Pronto, isso passa! E vais ter um rapazinho lindo, de certeza, completamente apaixonado pela mãe.
Mas isso da data, escapou-me alguma coisa? Vais ser induzida? (eu continuo na ignorância e a lançar búzios para adivinhar)

Raquel disse...

Ana, és uma pessoa que conheci numa altura importante da minha vida e por seres tão especial, única e, tenho que discordar: de aborrecida não tens nada! Ansiedade com algo que está para vir, principalmente algo tão importante e intenso como o nascimento de um filho é provavelmente natural, mas lembra-te de quem és e que tens uma família linda, que já há muito está á espera do António de braços abertos! :)
Força e mts bjs para todos xx

Ana C. disse...

Nina eu tenho um lado maternal muito intenso sim senhora e outro lado de plena consciência do que o papel de mãe significa e tudo o que acarreta. É claro que basta um abraço, um sorriso, um gesto para compensar tudo ;)

Ana C. disse...

Cat ahahaha, o meu problema é que acho que na nossa vida fazem falta irmãos...

Ana C. disse...

Gralha passa quando ele tiver 2 anos ;) Eu vou fazer uma cesariana, por isso tenho mais certezas quanto a datas. Por um lado é muito menos stressante e dá para organizar tudo com calma, por outro é uma contagem decrescente assustadora...

Ana C. disse...

Raquel agora já fiquei mais consolada, já sabes que me derreto com bastante facilidade :)

Kitty disse...

Estou feliz por ti e pelo António que finalmente vai conhecer a mãe por fora ahahahahaahah

Chocolate disse...

já passou não?
calma não ha-de ser nada ... por aqui temos 2 kikas com diferença de 15 meses foi lindo!!!!

Coragem tu és forte!