quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Adeus que já vens tarde

Este post vem ligeiramente desactualizado, mas vem.
Por muito insensível que possa parecer, não me comovi com o Adeus geral que organizaram em homenagem ao Senhor do Adeus. Sinceramente pareceram-me todos ligeiramente tontinhos.
Não teria feito mil vezes mais sentido organizarem-se assim com tanto empenho e lágrima no canto do olho, quando o senhor ainda estava vivo?
Imaginem só a felicidade daquela alma solitária ao ver assim tanta malta reunida a retribuir-lhe os acenos?
Que falta de lembrança caramba.

10 comentários:

Mamã do Príncipe Pipoca disse...

Chiça! Que és certeira!! Aplaudo um milhão e meio de vezes!!! A mim fazem-me sempre confusão as manifestações aos mortos quando em vivos ninguém lhes liga.

EU SOU EU disse...

Concordo plenamente contigo...é Um Adeus que veio tarde demais... deve-se enaltecer..engradecer e agradecer ás pessoas quando ainda estão por cá.. para sentirmos as suas emoções... Também não fui "participante" da onda de "adeus" que percorreu o país e as redes sociais...

Irina A. disse...

Cheguei a passar de propósito no Saldanha de noite só para lhe dizer adeus AHAHAHAHAHA

Precis Almana disse...

Tens razão, claro. Não fui lá, nem tão pouco conhecia o homem, sensibilizou-me saber o que o homem fazia e tive pena das razões (quando soube pela imprensa).

Sharon den Adel disse...

eu dizia adeus ao senhor todos os dias que por lá passava...sabia bem depois de um dia de trabalho stressante...

MARIINHA disse...

Trabalhei bem perto do Saldanha tantos anos, ia tanto aos Centros Comerciais por ali, e não tenho ideia nenhuma do Senhor do Adeus. Eu de certeza que nunca lhe disse adeus. Só agora é que soube, de tanto que foi falado. As pessoas por cá só são homenageadas depois de morrerem.Mas também é só por breves momentos, depois nunca mais ninguém se lembra delas.

Ana C. disse...

Alguém viu os vereadores da Câmara de Lisboa de lágrima no olho, enquanto diziam inflamados o que aquele homem significava para a cidade? Haja paciência.

Wanda de Amesterdão disse...

É por isto que sou fã da Ana C. Mulher, ainda havemos de ir beber uma gasosa.

A mãe que capotou disse...

Pois é. O "mais vale do que nunca" nem sempre faz muito sentido.
A ver se aprendo... e começo a homenagear e a fazer tudo o que tinha planeado, enquanto ainda vou a tempo.

Rita disse...

Completamente de acordo. Eu que só tive conhecimento do Sr. do Adeus quando ele faleceu e vi uma reportagem sobre ele na SIC, pensei, afinal o senhor faz aquilo porque se sente só e é quando ele já cá não está que as pessoas se unem em homenagem? Enfim.. *