quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Pedido de Esclarecimento aos entendidos

Alguém ajuda esta fashionista frustrada, este camafeu fora de moda e me explica o fascínio pelo botim estilo Mary Poppins?
Já não bastavam os óculos à Top Gun voltarem a atacar sem dó nem piedade, as calças à Samantha Fox encherem as vistas de vítimas inocentes que apenas querem esquecer que os anos 80 existiram, os penteados à Modern Talking regressarem das trevas para me assombrarem?!!! Tinham que ir desenterrar de dentro do baú as botas desta senhora?
Se era para escolherem musicais, escolhiam a Música no Coração, ou My Fair Lady. Agora esta senhora a voar de guarda chuva com o limpa chaminés, nunca fez o meu estilo.
Inovem gentes da moda, inovem.


8 comentários:

I. disse...

Há ai uns inacreditáveis (como o da foto), mas olha que moi comprou uns (chamo àquilo sapato fechado, apesar de arremelgar para botin, verdade) super confortáveis e com um salto muito moderado.

Eu chamo-lhes sapatinhos da menina Rottenmeyer (lembras-te?)

Crente disse...

As modas têm sempre uma curta vida e ciclos: aparecem, desaparecem, aparecem, desaparecem... Algumas peças fazem-nos sorrir, outras são uma tortura. Tenta focar só nas boas ;) (e aqueles óculos horrorosos de massa, enormes, tipo Superman?)

I. - Só tu para te lembrares dessas coisas...

Sunrise disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sunrise disse...

Olá! Detesto essas botas. Por isso não encontro explicação para que se vendam massivamente.
Beijinhos

------------------------------

I., as botas ou sapatinhos que chamas ao estilo da menina Rottenmeyer são chamados de Oxford Shoes, que tanto podem ser de salto como rasos.

Beijinhos

Manuela disse...

Querida Ana e os ombros enchumaçados, neo-anos oitenta? Já comecei a ver na TV, as nossas VIPs com os ditos cujos ;)
Beijinhos, oops... Beijos

Disse disse...

Eu não me preocuparia. Os mercados não vão deixar. Depois deste orçamentozito, em Janeiro vai tudo andar é de chinelo de praia (e repara que disse chinelo e não chinelos, tal como a calça, a cueca e a meia...)

carlostgc disse...

O "quase" problema é esse mesmo... chega-se a uma altura e não se consegue fugir do passado... a imaginação do Homem, na moda e não só, é limitada... damos um passo em frente, inovamos, mas não resistimos a voltar atrás... fazer o memso mas com outros materiais... o que não garante estética apelativa.

Resumindo: 100% com a Ana C. :)

PiXie disse...

AHAHAHAHAHAH!!! Ana, só a maneira como o dizes... genial! ;)