quarta-feira, 24 de novembro de 2010

A Bola

Não há nada mais hilariante do que o futebol. Ele transforma homens cerebrais em loucos emocionais, dá azo a debates intelectualmente profundos e exaltados sobre o rolamento do esférico e tem-me proporcionado horas infindas de gargalhadas de cada vez que apanho vultos da nossa sociedade a divagarem em programas televisivos acerca do relvado e meia dúzia de acéfalos jogadores.
Todo o gajo que é gajo tem uma opinião a dar sobre os frangos, os passes, os dribles, as tácticas, as substituições, a performance dos jogadores e até das suas personalidades em campo. Um é obstinado, o outro é racional, cicrano é apaixonado, beltrano é gelado e por aí afora, até ao infinito. O homem que sabe falar de futebol nunca fica naquele silêncio dos que não têm assunto. Em caso de aperto, fala do último jogo do Ranholas de Cima e tem conversa para a noite toda.
Até ter começado a viver com o Hugo, gostava de ver os jogos da Selecção, mas não sabia o que era um fora de jogo, quando é que o guarda-redes passava a bola com as mãos, ou com o pé. Não imaginava o que motivava um pontapé de canto e a realidade por detrás de um livre era qualquer coisa filosoficamente inatingível para o meu débil cérebro.
Hoje em dia continuo sem saber a maior parte das coisas que referi acima, nunca consigo analisar em segundos que foi fora de jogo e adormeço na maior parte dos jogos, mas não deixo de ficar fascinada com as pessoas que vivem isto apaixonadamente, principalmente com o mulherio assanhado que conhece motivos para cartão amarelo, vermelho e grita: É CANTO, É CANTO!!! Com direito a perdigotos e tudo.
É que nesta merda do futebol sou estupidamente machista. Os gajos a perderem-se com o esférico é uma coisa, as mulheres é outra completamente diferente.

10 comentários:

EU SOU EU disse...

O teu post..é excelente...até quase..quase á última parte..."É que nesta MERDA do futebol"...é nesta pequena palavra que "estragas" um belissimo post...podemos dizer que o nosso país está na MERDA, podemos afirmar que o Socrates como 1º ministro é uma belissima MERDA...Agora nunca digas que o futebol é uma merda...pois isso é um crime...contra a humanidade...contra o desporto...e principalmente contra todos nós homens que utilizamos o FUTEBOL...para sermos um pouco mais felizes...pra fugirmos do nosso dia a dia de STRESS....

Ana C. disse...

Eu sou Eu: Entende essa expressão como uma mera merda da minha parte. Às vezes uso a palavra merda sem qualquer tipo de sentido maléfico. Quando vais à bola, quantas vezes dizes merda por tudo e por nada, ãh? ;)

Miguel disse...

Eu sou um desses homens: perfeitamente racional e equilibrado a lidar com situações de vida e de morte e com conflitos (nunca andei à pancada!) mas um verdadeiro homem-das-cavernas no que diz respeito a futebol! E, sinceramente, já deixei de me preocupar com isso! (E por falar nisso... o Benfica (meu ódio de estimação) levou 3 de uns desconhecidos da terra santa, ihihihih!)

EU SOU EU disse...

Ana C. - eu sei...que sim...que é perfeitamente normal...esse "desabafo" mas para nós...homens do futebol...é uma ofensa (mesmo que inconsciente) da nossa PAIXÃO...
Mas há pouco esqueci-me de dizer que adorei o post...é excelente...na mesma...beijo

I. disse...

Me mate não gosta de futebol, e até há pouco tempo não sabia o que era um fora de jogo. Ouro sobre azul.

Melissinha disse...

Pois eu pairo por cima dessa merda toda.

Ana C. disse...

Miguel e eu esqueci-me de falar ainda daquele grupo de gajos que vibram com a derrota alheia, mesmo quando o jogo em nada interfere com a sua equipa. Tu preenches os requisitos todos, chiça.

Ana C. disse...

I. me mate gosta qb, acho que é equilibradozinho :)

Ana C. disse...

Melissa continua a pairar sobre a merda toda que fazes muito bem.

Rita disse...

Fizeste-me rir lol *