sexta-feira, 19 de abril de 2013

paciência

É, sem dúvida, uma característica que se adquire com a sabedoria impressa pelos anos, com a experiência e com mais qualquer coisa que ainda me escapa.
Falta-me em quase todas as circunstâncias da vida que a requerem.
Falta-me.


3 comentários:

Naná disse...

Ah a paciência... essa tão grande virtude! Com a qual não fui grandemente presenteada...

Mas começo a pensar se seremos nós que temos cada vez menos paciência para certas circunstâncias, ou se são as circunstâncias que estão cada vez mais comezinhas e nos fazem desperdiçar a pouca paciência que temos...

ouvirdizer disse...

"e com mais qualquer coisa que ainda me escapa" - é o casamento, Ana C. Comigo foi, antes dos filhos, antes de tudo, o aprenderes a viver com alguém diferente requer paciência, que a desenvolvamos com peso e medida, num jogo paciente de cedências, desafios, mudanças, e paciência para crescermos, porque é muito mais fácil andar na nossa vidinha, nariz no ar, somos assim e pronto. Esta é a parte de mim que, pacientemente, vou mudando. E dou por mim a sentir-me melhor pessoa, até mais crescida.
Gosto disto, da paciência. Que ainda me falta, é certo. Mas quando falta o resultado nunca é bom...
É paciência e humildade (esta segunda, para mim, mais dificil de desenvolver...).

Melissinha disse...

Tenho muito pouca paciência com os momentos maus. Era a paciência que eu queria desenvolver - a de saber esperar que as merdas simplesmente passem em vez de procurar um caminho fácil.