terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Definir o amor

Definir o amor é das tarefas mais tramadas do mundo.
Não é escrever dele, sobre ele, para ele. Isso é a parte mais fácil. Há pessoas a fazê-lo desde sempre.
Mas falá-lo em voz alta e ter que provar por poucas palavras faladas, que sabemos disso. Do amor, é tarefa hercúlea.
Condensar um sentimento tão vasto é praticamente impossível.

5 comentários:

Naná disse...

Além que não há definição objectiva do amor...

saudosa disse...

Definições... para quê.... sente-se e basta!!!

Isso é para o discurso de dia 14?

gralha disse...

Falando a sério, o amor belissimamente definido aqui: http://www.goodreads.com/book/show/46415.The_Transformation_of_Intimacy

(acabou-me com o romantismo todo aos 20 anos, zunga!)

ouvirdizer disse...

Vou voltar para dar a minha opinação sobre este tema mas agora lembrei-me que ontem, mesmo a desligar a tv para ir dormir ouvi: "Uma carta que chega por engano (...)todas as palavras de amor..." e eu a gritar, "Olha o livro da Ana...". Pronto, foi isto, fiquei contente por seres o livro do mês do clube do livro da SIC. Ainda disseram algo como ser o romance mais aguardado do ano... muito bom, Ana! Como somos praticamente melhores amigas acabei por sentir-me importante, percebes?!!! Ahahahahah
Agora a sério, fiquei MESMO feliz por ti!
Beijinhos!

Ana C. disse...

AHAHAHAHAHA, ouvirdizer, mas nós somos amigas desde sempre, tu é que não te lembras de mim :)