quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Logística

A logística que preciso de organizar de cada vez que tenho alguma coisa para fazer é absolutamente extraordinária.
Se, depois de o plano todo traçado, chamadas feitas, pedidos de ajuda lançados, trajectos alternativos delineados, me desmarcam a merda do compromisso, ou o movem para outro horário, fico rigorosa e absolutamente fecundada.
É favor não tratarem a gestão do meu tempo com desprezo e ligeireza. É que esta merda dá trabalho. Dá trabalho e desgasta.
Prioridades para algures no futuro:
Não, não é uma Pochete Chanel.
É um motorista/baby-sitter para levar e trazer as crianças, quando as minhas pernas e braços não conseguirem esticar mais.

7 comentários:

gralha disse...

E não estás a pensar pôr o António no Jardim de Infância? Isso já facilitaria os compromissos no chamado horário laboral.

Naná disse...

Por essas e por outras é que já me livrei da culpa de chegar atrasada a todo lado... Se fosse há anos atrás, levava a martirizar-me por não ser pontual...

Mas que hoje em dia se marcam e desmarcam coisas sem qualquer pré-aviso ou tempo de antecedência é um facto... e a malta parece estar de bem com isso, vá-se lá saber porque razão...

Ana C. disse...

gralha, ele vai em Setembro. Mas ainda assim, terei certamente a logística das doenças do primeiro ano de escola e a logística de ir busca-los à dita ;) Mas melhorará certamente.

Melissinha disse...

Vai melhorar,casaca,mas prepara-te para ginasticas de tempo na mesma. Todo mundo muda de planos o tempo todo, em todo o lado.nem vale a pena se descabelar...

gralha disse...

Melissa, no dia em que eu aprender a aceitar serenamente as mudanças súbitas de planos serei uma mulher nova. Devia inscrever isso nas resoluções para 2014.

Melissinha disse...

Ui, eu entrego tudo a Deus (até porque eu própria sou uma grande adiadora de compromissos).

Julieta disse...

Adorei ver-te no programa da Julia :) Tão serena, tão natural. Gostei!