domingo, 23 de agosto de 2009

Sempre Sonhei


Sempre sonhei ter uma casa Victoriana, pequena com uma grande janela na sala, debaixo da qual pudesse pôr umas banquetas cheias de almofadas, enquanto olhava por cima das páginas de um livro e espreitava a tranquilidade da rua.
Sempre sonhei servir um café aos amigos que me vinham visitar e ter um pequeno jardim nas traseiras onde as crianças pudessem brincar, enquanto eu as olhava da janela da cozinha.
Sempre sonhei ter uma casa com alma. Nunca imaginei palacetes, nem grandes divisões, onde o frio do Inverno e da solidão se fizesse sentir com mais força.
A casa dos meus sonhos teria carácter, uma porta da rua colorida, um tapete que desse as boas vindas e um constante cheiro a bolo acabado de fazer.
Sonhar é das coisas melhores do mundo. Não custa rigorosamente nada. A única parte difícil é acordarmos :)

34 comentários:

MARIINHA disse...

Muito bonito o teu ideal de lar. Não te esqueceste de nada. As traseiras com jardim, para onde dá a janela da cozinha. Gosto muito Ana. Também gosto que a cozinha tenha uma grande janela, voltada para o quintal/horta/jardim. Não tenho, e acho que sinceramente teria muito receio hoje, se vivesse numa casa dessas. Talvez porque há muitos anos vivo em andares. Mas que acho lindo, acho! E o cheiro a bolo, adorei. Espero que a chaleira também estivesse pronta para fazer o chá. Fica bem.Bjs

Only Words disse...

Gosto do teu ideal de casa. Afinal, quem nunca sonhou em ter a casa X ou y? O que mais me agrada na tua descrição é o sentido acolhedor que lhe conferes, sem luxos. A casa dos meus sonhos seria entre o mar e o campo. De preferência que desse para os dois lados. Janelas enormes, quase a substitui as paredes. E um grande jardim onde pudesse ter animais.

Hoje é um sonho, amanhã logo se verá!? :)

Kitty disse...

Não te preocupes querida Ana, eu já vivi numa casa Victoriana, podes morrer feliz porque eu já concretizei o teu sonho. Mas eu depois prometo que te conto tudo, descrevo-te todas as sensações.
AHAAHAHAHAHAHAHAH

Estás a perceber agora o que significa aquilo que eu tantas vezes digo, "Andas a viver a minha vida?"´AHAHAHAHAHAHAH

Ginguba disse...

Hum..Já me cheira aqui a café e bolo!
Posso entrar?
:)

Precis Almana disse...

Das duas vezes que "vivi" em Inglaterra, numa como au pair, noutra em Erasmus, vivi em casas assim. Na primeira, era grande e eu tinha que ajudar a limpar, de modo que não achava muita piada ao facto de ter jardim e tal... :-) E faltavam as almofadas debaixo da janela.
A segunda era alugada a estudantes e tinha uma alcatifa que parecia não ser lavada há séculos, portanto também não fiquei muito encantada com a coisa... Essa tinha possibilidade de pôr as almofadas :-). Há uma coisa gira a acrescentar a essas casas: o jornal a ser colocado à porta, o correio na caixinha respectiva e talvez também o leiteiro a deixar garrafas...?

Lia disse...

cheira a amor nessa tua casa de sonho... e isso é sempre o mais importante,né?

Sílvia disse...

Sabes cá na minha terra existe uma casa parecida com essa da fotografia, que infelizmente está a cair aos bocados, o que é uma pena porque por dentro deve ser espectacular, a avaliar pelo que se vê por fora, ainda que já não esteja em bom estado...

bjinho****

Marina disse...

Oh, eu também adoro casas Victorianas! Lindas...

JS disse...

Já agora com uns aneizinhos vitorianos...não ia nada mal!!!

Ana C. disse...

Mariinha eu vivo numa moradia e não tem nada a ver com a segurança, pelo menos aparente, que um apartamento transmite. Mas tem uma imensidão de outras vantagens.
É claro que a chaleira estaria sempre ao lume, apesar de eu ser mais uma mulher de café, também sei beber o meu chá (sem açucar)

Ana C. disse...

OnlyWords uma casa fria e sem alma não é um lar. Eu ligo muito à casa, tenho que ser um reflexo daquilo que sinto...

Ana C. disse...

Kitty Ah Ah. Mas aposto que era como a da Precis, foleira como só os Ingleses conseguem. Papel de parede florido, cortinas florais, sofás com estampados de flores :)
Não tem nada a ver com a casa dos meus sonhos, por isso xô daqui do meu sonho!

Ana C. disse...

Ginguba Faxabor de entrar :)

Ana C. disse...

Precis os ingleses são mestres do bom gosto e do mau gosto. Quando lhes dá para as alcatifas castanhas (na casa de banho também), ou rosa velho e motivos florais, ninguém os bate em casas deprimentes. Mas a minha não teria nada a ver :)

Ana C. disse...

Lia uma casa tem que nos reflectir, não achas?

Ana C. disse...

Sílva do que é que estás à espera? Toca a invadir a casa, restaurar e fazer um lar :)
Eu adoro ver as casas antigas podres e imaginar o que podia fazer delas...

Ana C. disse...

Marina eu babo-me por estas casas...

Ana C. disse...

JS feitos por ti...

disse...

Mas vale bem a pena sonhar e esperar que um dia, com a nossa força, os sonhos se concretizem...

Tasha disse...

Ó Ana, na minha terra é aos milhares... Tantas e tao giras... Parecem casinhas de bonecas em ponto grande. Gosto tanto!!

Vanessa. disse...

E é tão mau quando acordamos e percebemos que não passou disso mesmo: um sonho! Mas há muitos sonhos pelos quais vale apena lutar e, um dia mais tarde, realizar e podermos, sim, voar, sem voltar a cair :D

Ritinha disse...

Agora fiquei com vontade de passar pela casa dos teus sonhos e comer uma fatia desse bolo acabadinho de fazer... ;)

Maria disse...

Sonhar nunca fez mal a ninguém..
E é tão bom.

beijinho.

gralha disse...

Olha, sou bem capaz de ter uma dessas em breve! Ainda assim, preferia um apartamento moderno e confortável. Gostos não se discutem.

Eva disse...

O meu sonho também passa por uma casa antiga para restaurar...com um ou dois quartos que a transformem em Bed&Breakfast.
Como, para já, a realização do meu sonho iria transformá-lo num pesadelo, aguardo serenamente num apartamento com alma, a chaleira sempre em cima do fogão

João Pedro disse...

Há um prémio para ti no EscritaLambida. :-)

Ana C. disse...

Bê sonhar é maravilhoso :)

Ana C. disse...

Tasha eu adoro. Pena é que muitas delas por dentro (em Inglaterra) sejam foleiras até dizer chega...

Ana C. disse...

Vanessa mas aqueles segundos em que acordas, mas ainda não percebes que tudo foi um sonho. Aqueles segundos em que tudo ainda é possível são muito bons...

Ana C. disse...

Ritinha força, é só entrares (neste caso tens que entrar num dos meus sonhos)

Ana C. disse...

Maria não há nada melhor...

Ana C. disse...

Gralha, cada um tem a casa dos seus sonhos :)

Ana C. disse...

Eva adorei o teu sonho e fazes bem em mantê-lo um bocadinho acesso no teu apartamento ;)

Ana C. disse...

João Pedro vou espreitar, obrigada!