quarta-feira, 13 de março de 2013

likelikelikelikelikelkielikelikelikelike

Sem querer ofender ninguém, mas provavelmente ofendendo, alguém que me explique pelo amor do conclave, pois não consigo encontrar motivo lógico racional que me aplaque os anseios nesta questão:
Para que raio se pedincham likes em páginas-não-comerciais do facebook?
Amigos, juntos chegaremos aos 200 likes. Amigos, foi um longo e doloroso percurso até aqui, mas com dedicação, força de vontade e paixão, aqui estamos nos 200. Acreditem, emocionei-me e sei que vocês também. Dormirei com a certeza de que conseguimos este feito histórico inédito. Dormirei finalmente em paz.
Amanhã começará a dura batalha pelos 300 likes. Talvez ofereça uma vela de cheiro, ou um pauzinho de incenso ao 3ooº likeiro. Não será fácil, mas sei que posso contar com o vosso apoio e isso, de alguma forma, conforta-me.
Foda-se, acordem! Aquilo é só uma página virtual, não são as eleições da Venezuela e, o choque, o horror, a maior parte dos likes são de pessoas que se estão virtualmente a cagar para vós e que, logo de seguida, accionam a opção: Ocultar publicações desta página.
Eles não são mesmo, mesmo amigos, naquela acepção antiquada de amizade.
A menos que exista um intuito de guito por detrás da página, ou alguma coisa para vender, para salvar, ou uma causa nobre, para que vos servem os gostos, uns atrás dos outros, como coelhinhos copulando desenfreados? É a propagação da palavra do Senhor? São os jeovás?
Não? Bem me parecia. Então, concluo tristemente que existe quem meça o seu sucesso pessoal pelo número de likes alcançados nas suas páginas e isso é triste. Triste, solitário e um bocadinho assustador...

11 comentários:

_+*Ælitis in Angola*+_ disse...

Nunca pedinchei likes. Foram surgindo ao longo dos anos, de maneira expontanea (com o link no blog) ou não (com publicidade paga).

No entanto, se houver patrocínios por trás das páginas (not my case) compreendo que queiram mais likes a todo o custo, para se tornarem mais visiveis e desejaveis para as marcas e empresas.

Ana C. disse...

Pois, Elite, só pode ser isso: Patrocínios ocultos. De outra forma, é demasiado trágico-cómico para ser verdade...
Por falar nisso, tenho que ir fazer um like na tua página :)

Naná disse...

Aliás, sempre que me pedincham um like, sinto um tremendo turn-off!

Ana C. disse...

Naná, siiim| Se é preciso pedinchar...

Melissinha disse...

Se pedem like, é porque é uma página comercial.

Melissinha disse...

Nada contra, mas os bois têm nomes.

disse...

Mesmo que me peçam muito nunca faço um like!
Também devo ser daquelas pessoas que se conta pelos dedos das mãos que não tem FB :)

Ana C. disse...

Acho porcino ser uma página comercial e as pessoas não terem essa noção, pois parece claramente uma página de chacha pessoal.
Enfim, estou numa fase de nausea com o facebook.

gralha disse...

Na minha santa inocência, achei que se ganhava dinheiro com isso. Mas também não percebo por que é que o pessoal cria páginas de Facebook para os blogues... Nem para que serve a cena dos seguidores nos blogues...

Ana. disse...

Pois, eu excluo mesmo as páginas do meu feed de notícias!
Aliás, no facebook criei uma lista só com os AMIGOS, e é essa que consulto sempre... Por isso, não me deparo muito com as pedinchices de likes, que também não entendo...
Eu só liko do que gosto, não do que me pedem para likar!!!!!

_+*Ælitis in Angola*+_ disse...

Ana C. > oba!

E para que ter um facebook de um blog: sinceramente, partilho mais e mais rápidamente por ali. Uma foto, uma frase. I "like" it! ;)