domingo, 13 de novembro de 2011

Confiem em Mim

Numa época em que se liga a televisão e se transmite à humanidade, via facebook, a série que se está a ver naquele instante.
Numa época em que existe uma cena chamada Twitter que permite a alguém actualizar o status, de cada vez que dá um peido de consistência nova dentro do elevador de um prédio em Odivelas.
Numa época em que se partilha o jantar que acabou de ser servido no restaurante, para que se possa, enfim, actualizar os 23412 amigos on-line.
Numa época de Ipad's, Iphones e o diabo a sete mais uma maçã trincada.
Numa época em que o mais merdoso dos filmes há-de ser exibido em 3D, mesmo que seja um monólogo com um personagem sentado em frente ao espelho.
Numa época de emoções que não se sentem, enquanto não forem partilhadas com a comunidade virtual.
Numa época de velocidade furiosa em rigorosamente tudo o que existe.
Digo-vos:
Não revejam o Bambi e o Dumbo. Deixem-nos lá ficar no vosso imaginário. Vão ter uma grande decepção.

7 comentários:

Moleskine disse...

forte. muito. e tão verdade!

Panda disse...

E o Rei Leão..

Melissinha disse...

Olha, mas a Bela Adormecida envelheceu super bem. Ou isso ou fui eu que achei parecidíssimo com os filmes do Roger Corman e vi com outros olhos há uns dias. AMEI. É gótico.

Ana C. disse...

O Rei Leão ainda não está tão desactualizado ao ponto de me fazer cãibras musculares, como o Dumbo e o Bambi fizeram :)
Sim, a Bela Adormecida revê-se bem e a Branca de Neve (tirando algumas partes) também se revê.

gralha disse...

Passamos a vida a ver o Pinocchio e o Peter Pan não desiludem nada. Continuam lindos e politicamente incorrectos.

Melissinha disse...

... E o Aladdin continua a ser o meu herói romântico. Tenho o DVD. Sei as falas.

Ana. disse...

Eu é mais aquela história do Marco e do macaquinho! Ó pá, que crueldade, um menino que não tem mãe...
O Nuno quando era puto chorava baba e ranho a ver o Marco, a pensar que um dia também podia ficar sem mãe.... vai-se a ver e é por isso que é um menino da mamã!!!