segunda-feira, 14 de novembro de 2011

O Choque da Minha Vida

Não, não foram as minhas galochas da moda (que não tenho, pois são cultura-de-fungos-friend) que se derreteram.
Não, não choveu sobre o meu cabelo esticado, nem encolhi a minha melhor camisola de caxemira.
Não, não deprimi porque ainda não começaram os saldos.

Arrastei a máquina de lavar a loiça, a fim de limpar o bedum escondido e ainda estou a hiper-ventilar.
Opção número 1:
Voltar a arrastar a máquina e fingir que não aconteceu nada, tomando vários copos de vinho.
Opção número 2:
Tentar limpar (pelo menos as teias de aranha), ver que fica tudo na mesma e entrar em depressão.
Opção número 3:
Escrever ao Querido Mudei a Casa, pedindo uma cozinha nova e ficcionar a minha história de vida.

A sério, a minha cozinha está podre. Aquele bolor em redor da ficha que liga a máquina da loiça à prostituta da Edp, está à beira de um curto-circuito.

4 comentários:

macaca grava-por-cima disse...

faças o que fizeres não optes pela 3. É que as coisas desse programa não parecem durar mais que 2 semanas... LOL

Marta disse...

Parece que me estou a ver quando me encho de coragem a limpar a minha cozinha. Atrás do fogão, uma mistura assustadora de pó, com humidade e gordura!
Resta-me munir de luvas, esfregões, e mãos à obras. Ah, etrocar a extensão velha por uma nova!

Irina A. disse...

Não brinques com essas merdas. A sério. Se achas que pode haver curto-circuito arranja alguém para tratar disso.
Tenho medo de cenas de electricidade, bué medo mesmo.

Melissinha disse...

Qual é a dúvida? Opção um. Sempre e para QUALQUER situação da vida.