segunda-feira, 22 de outubro de 2012

A beleza de dias de Outono como o de hoje

Podia falar de mantas, sofá, pantufas, canecas de chá e séries na tv em modo non stop.
Podia falar de aconchego, de tricot, ou qualquer espécie de trabalho de lavores, de cadeiras de baloiço e lareira crepitante.
Mas falarei das lesmas que invadem as paredes exteriores da casa, falarei de gosma, falarei de bafio, de pegajoso, de cabelos eternamente despenteados, repetirei gosma e falarei  nos suores húmidos que me afrontam.
Dias como o de hoje, dias de cemitério, de tumba, de assombração gosmenta, deviam ser punidos por lei.
A propósito de séries, sofás e tumbas. Existem mesmo pessoas que curtem a série Walking Dead em modo série de cagaço?
Aquela merda é cómica e os zombies são demasiado lentos e atrofiados, até para zombies.

10 comentários:

Naná disse...

Estes dias só fazem mesmo sentido se eu pudesse não sair do sofá. Aí pouco interessa se há cabelos despenteados a lesmas gosmentas lá fora.

O Walking Dead é tão mau, tão mau, que não consigo dizer mais nada sobre isso do que é mesmo mau!

disse...

Olá Ana
Gosto do Outono mas detesto estes dias peganhentos e pesados que tu tão bem descreves :). O cabelo acabado de lavar mal se sai para a rua fica com ar nojento, tipo morto vivo.
Tenho dois adolescentes super fãs da série WD :)))

Silvina disse...

Ahahahah
Eu vejo o walking dead, mas eu tb tenho cancro, papo tudo!

(Vou propor o teu blog para BLOGUE da semana do arrumadinho...)

macaca grava-por-cima disse...

podia muito bem ter sido eu a escrever este post!

EIMV disse...

Também eu gosto de ver o "walking dead".
Acabo de ver aquilo sempre a pensar: "isto é tão estúpido!"
A verdade é que nunca deixei de ver.

Ana C. disse...

Silvina, se fizeres isso, estarás a riscar o número 1 da minha bucket list :)
Meninas, de qualquer forma confesso que prefiro Walking Dead, à Casa dos Segredos. Os zombies são bastante mais estimulantes intelectualmente.

Melissinha disse...

Pá, o walking dead não é uma série de terror!

Ana C. disse...

Melissa, como catalogarias tu aquilo? Suspense? Romance? Comédia? Comédia é uma boa.

Melissinha disse...

Acho que não tem bem um género,
é uma daquelas cenas distópicas num mundo separado onde algo superior a tudo e todos vai lançando desafios arbitrários. Tipo Lost e todas as tentativas falhadas pós-Lost (há mais que as mães).

Vi o começo da série, apanhou a greve de argumentistas (acho) e nunca mais voltei, como aconteceu com quase todas as que via na altura.

Melissinha disse...

Série de terror é aquela merda do American Horror Story!