terça-feira, 6 de abril de 2010

Coragem debaixo de água


Sozinha em casa. A Alice (minha ajudante principal nestas coisas do banho) em casa da avó a arejar a mona. Decido gozar o banho do António a dois. Eu e ele com as minhas canções absolutamente estúpidas, os meus cuchi-cuchis mais melosos do que o normal e um olhar embevecido de parte a parte.
Viro-o de barriga para baixo, a posição que ele mais gosta quando está de molho e toca de dar aos pés. Parece que tem duas barbatanas incorporadas de tanto espernear na brincadeira.
- Olha o meu sapinho, chapinha, chapinha. - As coisas ridículas que saem da boca de uma mãe que se apanha sozinha são do pior.
Estou eu neste mel todo quando começo a ouvir o que parecem ser as Cataratas do Niagara dentro da casa de banho, mais precisamente sobre os meus pés.
- Mas que raio?
De tanto chapinhar o António conseguiu a proeza de tirar a tampa do ralo. Só tenho tempo de enfiar o dedo no mini-ralo e estancar a potencial inundação caseira. Os meus pés já estão submersos. Com uma mão seguro o António e com a outra mão tapo o ralo. Não vale a pena gritar por socorro. Calculo quantos litros leva uma banheira daquelas, chapinho com os pés gelados na piscina que se formou na casa de banho.
- Os cuchi-cuchis dão lugar a merdas e porras. E o cenário idílico a uma catástrofe natural.
Procuro a tampinha com o olhar esgazeado, mas não a vejo sob a espuma. O meu dedo no ralo começa a apresentar sinais de fadiga, tal como o António que desata no seu berreiro habitual.
Num gesto de coragem heróica tiro o dedo e com a mão livre procuro a bosta da tampa. Quando finalmente a encontro e espeto com ela no ralo, já só sobra meio litro da água dentro da banheira, o resto está a inundar a casa de banho.
Como sou uma gaja super cool ainda arranjo sangue frio para vestir o António enquanto lavo o pézinho no Oceano Atlântico do Wc.

11 comentários:

Nina disse...

Aventuras para mais tarde recordar!lol
beijocas

Melissinha disse...

Podias entrar naquele filme com o Kevin Costner, o Guardião.

Precis Almana disse...

Ahahahah
Oh pá desculpa! Mas é que tu tens o condão de me pôr a rir perante cenários com pouca graça! Tens noção disso?

sofia disse...

Credo!!!!
Que o sapinho afinal é mas é um espécie de houdini!
Ao menos a tua casa de banho é mosaico ou é como a minha de soalho?...
Mas vá lá, ao menos conseguiste vesti-lo, não foste interrompida pelos vizinhos de baixo ;)

Lia disse...

não devia ser para rir, mas estou para aqui à gargalhada...

Crente disse...

Sei que na altura muitos palavrões saíram, mas acredito que agora sorrias com as nossas gargalhadas :D
É um prazer acompanhar o teu dia a dia.

LaranjaLimão disse...

Se fosses o MacGyver, do teu próprio dedo tinhas feito uma rolha.

Suponho que agora já saibas para que servem aquelas traineiras do teu post anterior. É que o gajo que as inventou tb tem um filho chamado António-destapador-de-ralos.

MUUUUUAHAHAHAHAHA :D
António 10 pontos - Mãe 0

Sou mesmo porca, só me consigo rir da desgraça dos outros :S

Rita Baguinhos disse...

Mas que bela aventura!!!

mãeee disse...

Ah ah ah! É sempre bom ficar com aventuras para a posteridade!
beijos muitos

Naná disse...

Isso agora ainda não é nada... o meu aprendeu a fazer "splash" e consegue com as suas duas mãozinhas esvaziar a bendita da banheira... e eu acabo por tomar banho de roupa vestida!
Mas um dia, deixa, que vamos ter essa história, para os envergonharmos junto dos amigos e namoradas... "ah e tal, um dia esvaziou-me a banheira, o malandreco!"

Joanissima disse...

ahahahahaahahahha

viraste tema de conversa entre mim e o Disse no café de ontem á tarde.
Tu desculpa, não é que eu não esteja solidaria com as tuas desgraças mas tu es hilariante!!
Visualizei a cena e choramos a rir (à tua custa, sim, sim)

MUITO bom!!!

Ganda António!!!