domingo, 20 de junho de 2010

P'ra Não Te Julgares Esguia toma lá

Porque é que fui pegar naquela túnica, porquê?
Aquela que tenho guardada por nunca ter tido coragem de a deitar fora e que aguarda paciente o dia em que ficarei de novo esguia e escorregarei no seu interior como um fio de esparguete.
Maldita hora em que pensei que podia já voltar a usá-la. Primeiro estiquei os braços para cima, como se me rendesse às evidências e depois comecei a puxadela para baixo, sim, consegui entrar nela é um facto. Sim, aguentei 5 minutos com os sovacos em modo-pressão-torturante. Foram 5 minutos agudizantes, interrompidos apenas pelo som de tecido a rasgar.
Mas o drama, o verdadeiro filme de terror foi conseguir sair de dentro da maldita túnica. Acho que desloquei a clavícula.

8 comentários:

A mãe que capotou disse...

Também tive em tempos uma tunica que encolheu... é qualidade dos nossos tempos, tss, tss ...

Ana C. disse...

A mãe que capotou, gostei da desculpa da túnica que encolheu, mas quem é que eu quero enganar? Fui eu que alarguei :)

Rita disse...

E a malvada (para não dizer um nome feio) da gravidade????? Essa sim é do mais irritante e não há nada que a páre!

gralha disse...

Evidentemente que a lavaste com água quente demais.

Precis Almana disse...

É claro que a justificação é a da Gralha :-)

I. disse...

Ao menos o episódio deu-se no discretíssimo lar, longe de olhares estranhos. Porque experimentar um vestido daqueles que entra pela cabeça, num número que achamos que é o nosso, verificar que é apertadito e tal, e depois ter que chamar a empregada para nos ajudar a tirá-lo porque ficou entalado nos ombros, bom, isso é que é uma vergonhaça.
Nunca me aconteceu (cof, cof, eu sou elegantérrima), ouvi contar.

Maria disse...

Oh Ana

Olha que com o tempo a roupa encolhe. A mãe que capotou é que sabe. Deixa o pequenito começar a andar que quando deres por ti, com os dois a correr, ainda vais ao 34.

:)

*muda lá o link, mulher que o Casino já era.

bj

Joanissima disse...

Pois ficas a saber que as calorias são pequenos bichinhos, tipo traça, que apertam as nossas roupas p'la caladinha da noite.
Uma leide nunca alarga, a roupa é que encolhe.
Uma leide nunca desloca a clavicula a experimentar roupa, fica com dores no ombro em virtude da mudança de tempo por causa de um acidente rodoviário que sofreu na adolescencia.

Caredo, melher, é preciso xuplicar-te tudo??