terça-feira, 20 de março de 2012

Coisas que me revolvem a alheira de mirandela interna

- Perceber que a moda Maria Antonieta na corte francesa está nas ruas. Que cena é esta de usar uma liga na coxa, com um laçarote de seda, sobre as meias de rede? A sério? Está na moda, é?
- Pessoas que dizem preferir mil vezes os animais às pessoas. Sim, eu entendo que os animais são muito puros e muito fiéis e muito lindos e idílicos e as pessoas são todas muito más e mentirosas e cruéis e tenho a certeza que existem pessoas muito piores que certos animais necrofagos, mas caraças, há qualquer coisa na generalização deste conceito, que inverte toda a minha escala de valores.

4 comentários:

Melissinha disse...

foda-se, Casaca!

gralha disse...

Prefiro mil vezes as plantas. Sobretudo uma boa alface, um tomatinho maduro, ou mesmo uma courgette riginha.

Melissinha disse...

I heart anões de jardim.

margarida disse...

Estilo Maria Antonieta, nunca vi.
Em relação aos bichos, partilho a tua revolta. Não é que eu não goste de animais, que o pessoal gosta logo de vir atacar, com a Graça de Deus, mas mais do que as pessoas, em geral?

Eu já ouvi coisas do género, testar em animais? Testem em pessoas, não há tantos presos (!?)
E contra a tortura de animais toda a gente é contra, dentro do limites da sanidade mental, mas as pessoas esquecem-se que todos os medicamentos, TODOS, se estão no mercado é porque foram testados em animais, faz parte do processo. Desde a pílula aos comprimidos do reumático que a avó toma, passando pelos da dor de cabeça/período.. enfim. Os extremos, é isso, os extremos é que me afligem.