segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Sereníssima


Apetecia-me voltar a Veneza uma e outra vez, até conhecer cada beco, cada ponte, cada canal, cada restaurante escondido e mesmo assim continuar a perder-me vezes sem conta nas suas ruas estreitas e emaranhadas como veias.
Pode ser grande o reboliço de turistas atarefados com as suas câmaras e máquinas digitais, grande a azáfama do deixa passar, deixa ver, deixa tirar a fotografia do melhor ângulo. Mas há sempre um recanto em Veneza onde não há ninguém. Onde apenas ouvimos as vozes muito ao longe, como num eco que nos suaviza por dentro.Há sempre um local escondido de tudo que nos permite respirar a cidade. Fechar os olhos e deixarmo-nos estar simplesmente sem fotografias, sem perguntas, sem mapas. Apenas sentados a sós com a cidade e a sua pulsação. Viajar é isto. É tirarmos um momento para sentirmos o local onde estamos, para que nunca o esqueçamos.
Das duas vezes que estive em Veneza fiz isto e até hoje, sempre que tenho saudades de viajar, fecho os olhos e volto àquela ponte, àquele dia em que por momentos tudo foi perfeito.

6 comentários:

Eumesma disse...

Nunca lá estive (aliás nunca estive em Itália) mas tem sido um sonho adiado e imagino-a como uma das mais belas cidades do mundo.
Sim, afastar das multidões e "sentir" a cidade, os locais e claro são esses momentos que nos ficam no como recordação para o resto da vida, onde regresamos sempre que a saudade aperta...

Tb adoro viajar, se pudesse andava a laurear a pevide todos os dias...;-)


Ah, era só para meter um cadinho de inveja, sim, mas só um cadinho ;-))

KILGORE disse...

Veneza ainda não consta da minha "caixa de recordações".
Onde é que eu tenho andado com a cabeça?

Ana C. disse...

Eumesma, põe na tua lista de prioridades uma viagem a Itália. Primeiro para os ouvires falar, depois para comeres a comida deles (e quem sabes comeres outras coisas também) depois para veres as cidades mais deslumbrantes do mundo. Não há nada melhor do que viajar. E quanto à extensão dos teus comentários, por favor estica-te à vontade, eu gosto é dos comentários sentidos.
Bjs

Ana C. disse...

kilgore, do que é que estás à espera? Vai-te a ela. Veneza is waiting for you. Não podes morrer sem teres conhecido a Sereníssima.

Joanissima disse...

Também (ainda) não conheço veneza mas confesso que não me atrai particularmente (não me mates!!!).
Já ouvi dizer muito bem e muito mal, talvez por isso.

Florença é e será sempre a minha cidade.

Ana C. disse...

Joaníssima, eu não fico nada chocada quando alguém me diz que não gostou. É realmente uma cidade que se estranha, ou se entranha. Florença também faz parte do meu roteiro passado. Queria muito lá voltar.