segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Um Homem e uma Mulher Podem Ser Apenas Amigos?



Este é um dos meus filmes de "culto", no sentido que tem os melhores diálogos de sempre. Daqueles que nos fazem sorrir de cumplicidade, que nos fazem chorar de comoção, ou simplesmente de tanto rir. Mas acima de tudo, é um filme que nos põe a pensar.
Lembro-me que depois de ver esta cena, reflecti muito acerca do assunto: Um homem e uma mulher podem mesmo ser apenas amigos?

14 comentários:

Joanissima disse...

Eu acho que podem. O meu melhor amigo é homem, Fui madrinha de casamento dele e tudo. tenho muitos amigos homens, amigos daqueles com quem ja dormi na mesma cama e nada se passou.
Prefiro ter amigos homens do que amigas mulheres, para te ser franca.

Beijo!

Sílvia disse...

Sim penso que sim. Tenho grandes amigos homens e não passam disso mesmo...

Ana C. disse...

Joaníssima e Sílvia concordo com vocês, mas permanece a dúvida. Porque a questão que o Billy Cristal põe aqui é se vocês sabem o que se passa na cabeça do amigo homem. Se vocês podem jurar que nem por um segundo a hipótese de vos levar para a cama lhes aflorou à mente...

Melissinha disse...

A voz que destoa: acho que há sempre uma certa tensão a um determinado ponto. Ou sexual ou maternal. "Apenas" amigos, só os maridos das mulheres.

Tenho um ou dois irmãos para a vida, coisa antiga em que a tensão ficou para trás, mas que esteve lá, esteve.

Melissinha disse...

E isso de levar para a cama não lhes ocorre apenas a eles, amiguinha! :D Nós é que somos menos sinceras, mas quem é que nunca sonhou - sonhar mesmo, à noite, id, ib, essas coisas que freud explica - com um enrolamento básico com o namorado novo da melhor amiga? Desafio.

Ana C. disse...

Mel de Gabriel eu só estava a falar pela boca do personagem do Billy Cristal, ele defende que os homens pensam sempre nessa hipótese. É claro que vale para as mulheres também ;) Tal como B. Cristal diz, basta que não sejam uns mastronços(as) e mesmo assim...
A propósito e o filme? Ninguém diz nada sobre ele?

Melissinha disse...

Vi quando tinha alguns quatro anos de idade, só me lembro da gemedeira!


(Ai, que os dias de folga sabem a algodão doce e bica escaldada)

Ana C. disse...

Não, pensando bem Mel nunca me ocorreu nenhum enrolamento com o namorado da melhor amiga, nem com nenhum tipo casado. E não é falsa moralidade, é que nunca mesmo. Gosto demais das minhas amigas e e o meu cérebro auto impõe-se pensamentos castos.

Melissinha disse...

eh pá pensamentos conscientes à luz do dia, não digo, mas sonhar? Tipo aqueles sonhos altamente constrangedores... é a tensão acumulada a nível subconsciente, a culpa não é nossa! :)

Joanissima disse...

Eu posso dizer-te que, relativamente ao que eles pensam, reafirmo o que disse.
Com um deles, em especial, falei sobre este assunto, descaradamente (como é suposto entre amigos). Até me "zanguei" por ele nunca me ter querido levar para a cama (ahahahah) mas de facto, como percebemos, era incestuoso, não sei explicar bem.
Acho que as bocas dos que nos rodeiam e a pressão social do "faziam um par tão giro", às vezes, é que precipita tudo porque, na essência, não tem que ser assim...

Mas isto digo eu, com os nervos! : ))

Um grande beijo, querida!!

Sílvia disse...

Questão complicada. Relativamente a isso tenho alguns que de certeza nunca lhs passou essa ideia pela cabeça e posso garanti-lo, outros sei que não. Mas acho que o mesmo se passa connosco... Digo eu

bj___

Margarida disse...

Também vi o filme mas céptica como sou, achei que "afinal até podem, no filme, e só neste filme, apaixonaram-se" mas na verdade, nunca cheguei a conclusão nenhuma. Vá se lá perceber o outro lado...

Eumesma disse...

Tb vi o filme, adoro a Meg Ryan...:-)
Mas acho que não, é dificil isso acontecer, pelo menos com a minha experiência.
Há sempre uma treta qualquer, nem que seja algo que não importe, nem que seja só para "curtir", mas acaba sempre por existi mais do que pura amizade...
Digo eu...:-)

R disse...

Olá Ana,

Parabéns pelo blog, pelo que escreves e tudo o mais. Ando a vaguear na net e descobri-o por acaso. Identifico-me com algumas das coisas que escreves.

Sendo homem e do meu ponto de vista é difícil e altamente improvável homens e mulheres serem amigos a sério sem nunca terem pensado no outro como algo mais envolvente, não necessariamente sexo, um simples beijo basta. Partilhar pensamentos pode ser mais íntimo do que o contacto físico. Não é à toa que na maior parte das relações de Amor o nosso melhor amigo é a pessoa que partilha o nosso coração, aquela a quem contamos tudo o que se passa cá em cima.

Por outro lado a vida é demasiado curta para nos apaixonarmos apenas meia-dúzia de vezes. É bom sentirmo-nos apaixonados, mesmo secretamente e sabendo que nada nunca acontecerá.

Na prática já me envolvi com uma amiga de longa data mas ambos percebemos que não éramos feitos um para o outro e tudo terminou. Continuamos apenas amigos.

bjs,
R