quarta-feira, 8 de maio de 2013

Estibaliz Berecibar e as anémonas

E foi com este nome que não saiu de um livro da Alice Vieira, nem da Sophia de Mello Breyner que decidi demitir-me da função de preocupar-me com o estado da educação neste país.
Quando um exame parece mais um guião de uma série de humor, do que um teste para avaliar conhecimentos sobre a língua materna, eu resigno.
Vou ensinar os putos a fazer humor. Pode ser que singrem na profissão de elaboradores de exames nacionais.

2 comentários:

Naná disse...

Eu acho que está mesmo tudo louco... ou os loucos somos nós...

Mammy disse...

Concordo com a Nána, está tudo louco!