domingo, 7 de junho de 2009

A Alice Mora Aqui

De todas as cedências que fiz, passar a máquina fotográfica para as tuas mãos foi a mais espantosa de todas. Já tiraste mais de duzentas fotografias e de cada vez que as vejo comovo-me, pois é como se viajasse através dos teus olhos.
Para além de já podermos contar com as tuas mãos para tirares fotografias de casal, sem termos que pôr a máquina em piloto automático, ou esticarmos o braço e tirarmos a nós próprios, podemos conhecer-te um bocadinho melhor através das imagens que decides terem importância, ou não.
Já nem ligo ao flash que dispara na minha direcção quando menos espero, pois este teu hábito também já faz parte de mim, tal como todos os barulhos, gritos, canções, abraços, birras, rotinas que lentamente foste introduzindo na minha vida.





18 comentários:

Miguel disse...

Será que temos uma futura fotógrafa? Com a veia artística que pulsa do lado da mãe, não me admiraria nada!! Além de que os fotógrafos são sempre personagens interessantes e com uma perspectiva diferente do mundo.
;)

Sunrise disse...

A tua filha é tão engraçada! Já pensaste que ela poderá ter uma veia artística, neste caso relacionado com fotografia? Porque não inscreve-la num atelier de fotografia durante as férias de Verão? :) Fica a sugestão. Beijos

Miepeee disse...

Quando ela for mais crescida compra-lhe uma maquina da disney, a Bia tem uma e uma paixao :)
Beijinhos.

Marcia Parassol disse...

Ah Ana, nossos filhos são maravilhosos. Minha filha de tanto ver-me a tirar fotografias, não resiste e insiste em tirar nossas poses e há uma em especial que foi retratada na perfeição. O enquadramento ficou tão exacto, que escolhi para estampar o ecrã do nosso computador.
É assim que tudo começa!

Abraços,

Márcia - Cascais

Melissinha disse...

A foto dos próprios pés diz: não serei fotógrafa, já sou!
(os próprios pés é o primeiro statement de estudantes de fotografia, ao que me consta.)

Ana C. disse...

Miguel será? Ou talvez ache apenas piada a andar de máquina na mão e ver os resultados depois. Não sei, ela é muito pequenina para fazer dela artista :)

Ana C. disse...

Sunrise olha que boa ideia. Mas acho que ela ainda é muito pequenina, só tem 3 anos. Duvido que haja ateliers para a idade dela...

Ana C. disse...

Miepeee ando a namorar umas da Fisher Price, mas fica para o Natal, são muito caras...

Ana C. disse...

Marcia é assim que tudo começa, gostei desta frase ;)
Obrigada e beijinhos

Ana C. disse...

Melissa No Shit? Pronto agora é oficial então, tenho uma Leibowitz, ou lá como se escreve, em casa...

HannaH Sophia disse...

quem sabe nao nasce assim uma vocação!:)

MARIINHA disse...

Os miúdos por vezes andam uns tempos fixados numa coisa, mas depois passam para outra. Eu sei por experiência própria. Já tive a adorarem a pesca à linha,o ténis, a natação, o mergulho, o futebol, o mini-golf,a fotografia, etc. etc. A maior parte destas paixões ficou pelo caminho.Outras nem tanto. Quanto à tua filha,pode ser que venha sempre a gostar de fotografia, como pode mudar e vir a gostar mais de outras coisas. Mas deve ser muito engraçado, ver um piolho pequeno de máquina em punho a tirar fotos de tudo.
Beijinhos para ti e para a fotógrafa de serviço.

Cristina disse...

A Leonor também adora. E também tira assim aos pormenores, coisas que nunca nos lembraríamos de fotografar!

Cristina

Ana C. disse...

Hannah penso que ela ainda é muito pequena para dizer qe há uma vocação. Há um gosto sim ;)

Ana C. disse...

Mariinha eu tenho essa noção. Ela agora acha muita piada, daqui a uns meses há de achar a outra coisa qualquer. Mas uma coisa é certa´: Já temos quem nos tire fotografias :)

Ana C. disse...

Cristina tenho que lhe comprar uma daquelas máquinas da Fisher Price para crianças, mas acho um bocado caras...

Cristina disse...

A minha teve sorte. Compramos uma máquina nova e ficou com uma digital mais fraquinha que tínhamos. :) E o orgulho que tem em dizer que é a máquina dela...

Cristina

Kitty disse...

É o mundo visto pelos olhos dela, as coisas importantes estão todas ali. E sabes que mais?! São mesmo importantes porque são dela e ela lhes dá valor. ;)