quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Abraça-me Agora


A Lia ofereceu-me este francobolo (selo em italiano. Sou mesmo culta). Bem sei que ando um bocado afastada desta coisa dos selos e dos prémios, pois a minha preguicite que cavalga para crónica tem-me impedido de prestar a devida atenção a todas estas performances recebe selo, cola selo, mete desafio, desafia, copy, paste, corta e sei lá mais o quê.
Mas achei tanta graça a esta imagem e tão ternurento o desafio que decidi espetar com ele aqui e é claro chatear mais alguém com ele.
Comecemos então pelas 4 perguntas:
1 - Quem mais gostas de abraçar no presente?
- A minha almofada banana (perdoem a falta de romantismo)
2 - Quem nunca abraçarias? Quem quer que não me apetecesse abraçar. Odeio abraços pouco sinceros.
3 - A quem davas tudo para poder abraçar? Todos aqueles que não abracei as vezes necessárias por pensar que teria sempre tempo para o fazer.
4 - A quem davas o teu melhor abraço? Primeiro que tudo há que definir o que é o meu melhor abraço. Não é um simples colocar de braços inertes em redor de alguém, é muito mais. É comunicar com toda a força do silêncio até ouvirmos apenas o coração um do outro. A força com que se aperta tem que ser na exacta proporção da emoção que sentimos, por isso quanto mais apertado, mais temos a certeza que a emoção é genuína e forte. Temos que nos debater para nos soltarmos, tal é a vontade de permanecermos assim para sempre.
Por tudo isto penso que daria o meu melhor abraço àqueles que me abraçam assim.

Passo este abraço e este francobolo a:
Joaníssima que se queixou de falta de desafios. Bem sei que este não é personalizado, mas sempre te vai entretendo.
À Ana. porque se tem revelado alguém que me apetecia simplesmente abraçar.
Ao querido enfermeiro Miguel, pois só me apetece dizer-lhe: Venha daí esse abraço! E porque gosto de o ver escrever coisas de gaja só para chatear.
Ao João Pedro pois é um incurável romântico e sem medo de falar do coração.

12 comentários:

Raquel disse...

Achei piada como te referes à tua almofada-banana, com um carinho enorme! ahahah! Fiquei curiosa claro, e quando vi o que era pensei "não preciso de estar grávida, eu quero uma almofada destas!!!"
1 abraço bem apertado xx

Miguel disse...

EI!! Como é que o João Pedro é um incurável romântico e eu não??! Amarrei a burra.

Melissinha disse...

MA-MA!

Ana. disse...

Obrigada!
Por tudo... e por nada, que para mim é das coisas mais queridas que se pode dizer a alguém. Porque há pessoas que não precisam de fazer nada para que gostemos delas, basta existirem.

Amanhã trato disto, sim?!
;)

Ana C. disse...

Raquel a minha almofada banana é a minha melhor amiga. Se comprares uma vais perceber do que falo...
Adoro ter-te por aqui nos comentários :)

Ana C. disse...

Miguel estamos muito ciumentos. Já agora onde é que amarraste a burra?

Ana C. disse...

Melissa Ma Ma são as almofadas certo? Também que raio de nome lhes foram enfiar.

Ana C. disse...

Ana. nem precisas de tratar de nada. Fica o abraço (ai que lindo)

João Pedro disse...

Ana, obrigado por me "chateares" com este abraço gostoso. Gosto mesmo quando sou chateado assim... :-p

Ana C. disse...

João Pedro não tens de quê ;)

Precis Almana disse...

Por acaso é muito giro o selo (a imagem e o princípio).
Onde é que se vende a almofada banana?

Ana C. disse...

Precis eu comprei a minha na Prénatal, mas fui banana, pois há mais barato na net. A Melissa deixou nos comentários ao post da almofada, o site. Pesquisa na net.