terça-feira, 29 de setembro de 2009

Paixão Antiga



E hoje lembrei-me de uma paixão antiga, daqueles tempos em que amávamos de verdade os vocalistas dos nossos grupos de eleição. Dos tempos em que ter Mtv em casa era um luxo e de cada vez que aparecia um teledisco que gostávamos púnhamos o volume no máximo e cantavamos as letras que sabíamos de cor, imitando gestos, manias e tiques.
Eddie Vedder foi durante muito tempo uma paixão séria, os olhos verdes, os calções pelas canelas que subiam de cada vez que ele encostava o pé numa coluna cedendo à emoção que a música lhe provocava, os cabelos compridos, a forma com que cantava com a boca quase fechada, expressão zangada e compenetrada. Tudo nele era absolutamente apaixonável e claro que eu me apaixonei perdidamente, tal como também seria capaz de qualquer loucura por Axel Rose, inclusivamente andar com um lenço na tola para imitar o meu ídolo.
A música era tão, ou mais importante para mim, do que o ar que respirava e simplesmente não concebia uma ida para a escola sem os meus Walkmen da Sony enfiados nas orelhas, perdida no meu próprio mundo.
Esta, apesar de não ser do primeiro álbum dos Pearl Jam, é a música deles que mais recordações me traz e que nunca, nunca me canso de ouvir como se o fizesse pela primeira vez.
Agora percebo como ter entrado nos 30 é bom, podemos dizer que andámos com um lenço na testa a imitar o Axel Rose sem medo de sermos gozados em praça pública. É outro estatuto...

Obrigada Miguel por me teres feito lembrar :)

19 comentários:

Precis Almana disse...

:-)
Conheces a banda sonora de "O lado selvagem"? É linda. E é ele que canta.
Eu adoro-os, mas apanhei-os já fora de tempo, acho. Já não tinha idade para ser groupie e o grunge já tinha passado de moda. Mas mais vale tarde, que nunca.

Melissinha disse...

Nós íamos ver MTV à Carruagem, em Cascais.

Ginguba disse...

AhAhAh
Eu posso gozar o lencinho à Axel Rose porque me gozo a mim própria quando me lembro que andei de crista e a dançar pogo nas discotecas!
(Há dois séculos atrás.Ok? podem gozar à vontade!)

João Pedro disse...

Somos da mesma geração, Ana. Com o teu texto, regressei um pouco aos loucos anos 90... :-p

Soube bem! ;-)

Miguel disse...

Quem não tentou imitar o Eddie? Os calções longos com uma t-shirt simples e larga, uma camisa xadrez à cinta e as inevitáveis botas Doc Martens... eu tentava mas o Eddie Vedder era de outra galáxia de "coolness"!!

Raquel disse...

Ana, obrigada! Já não ouvia esta música há algum tempo e adorei! Fizeste-me recordar... Não havia nada como caminhar para o liceu de manhã com o walkman sony (amarelo)em altos berros a tocar a nossa música preferida, de facto num mundo só nosso e com aquela confiança que se tem aos 16 anos para se andar de franja em pé como o Robert Smith dos Cure, calças rasgadas em sítios que hoje em dia nem pensar, doc martens e maquilhagem escura nos olhos que davam um susto à minha mãe todos os dias de manhã... ahahah! BONS TEMPOS!!!
(conheces a banda sonora do filme "Into the Wild"?, escrita e cantada pelo nosso amigo Eddie? Mt boa!)
p.s. sabes que foste tu que me introduziste à música dos Guns n'Roses?!

Lia disse...

para mim é a Last Kiss, ainda hoje é daquelas musicas que canto a plenos pulmões...

E olhos do sr. Eddie? Ai o que uma pessoa se perdia naqueles olhos...

miriam_ferreira disse...

Estamos definitivamente a ficar nostálgicos!
As calças de ganga strech ( tinham que ser city jeans, senão não tinha estilo) as camisas de flanela em xadrez e para os mais radicais os cabelos "sebosos" e os casacos de malhas carregadíssimos de borboto ao melhor estilo grunge!!
As longas tardes atrás do ginásio lá da escola a tocar guitarra e a cantar músicas dos Pearl Jam, dos Nirvana e dos Guns...
E a minha primeira grande perda... o Kurt Cobain. As lágrimas de tristeza pelo meu ídolo que estava tão fora de seu tempo!
Foram uns tempos fantásticos, que apesar de toda a carga dramática da adolescência foram lindos e nunca mais serão esquecidos.
Temos pois, de continuar a lembrar-nos o quão dificeis e dramáticos foram estes anos carregados de hormonas em crescimento, de penteados e roupas estranhas, de espinhas e pontos negros para que quando os nossos filhos lá passarem não lhe dificultarmos a vida!! A adolescência é difícil para todos. E vamos sentir a sua falta para o resto da nossa vida.

Ana C. disse...

Precis claro que conheço a banda sonora. É pena que tenhas chegado tarde aos Pearl Jam, mas mais vale tarde do que nunca :)

Ana C. disse...

Melissa eu era capaz de ficar a ouvir aquele canal tardes inteiras e hoje, bem, é praticamente só bosta o que por lá passa nos milhões de MTV que existem ;)

Ana C. disse...

Ginguba tu de crista????? AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
Quem te goza sou eu :)

Ana C. disse...

João Pedro os anos 90 foram definitavamente os melhores e os piores em tantos sentidos... Mas agora que olho para trás não os trocava por nada!

Ana C. disse...

Miguel se tiveres registos fotográficos do boneco adoraria ver :)
Ai Eddie Eddie

Ana C. disse...

Raquel pensas que não me lembro do teu fetiche Robert Smith? Não há uma única vez que oiça Cure que não me lembre da sua fã número 1!!!!!!
E os walkmen amarelos eram os Sport :)

Ana C. disse...

Lia ai Eddie Eddie o que eu não teria feito para que olhasses para mim no meio da multidão :)

Ana C. disse...

Miriam o que eu enlouqueci ao som de Nirvana...
Só nunca cheguei aos cabelos sebosos ;)

Marina disse...

Ai os Guns e os Pearl Jam... Também adorava, os Guns mais cedo e depois os PJ, ainda hoje adoro. A minha preferida é a Yellow Ledbetter, mas esta também é maravilhosa! :) Tenho pena de nunca os ter visto ao vivo...

Ginguba disse...

podes gozar MESMO!!!
Em minha defesa só tenho a dizer que a minha adolescência foi nos 80's não nos 90's...o Punk já tinha morrido mas em portugal ninguém nos tinha avisado :D

Maria Rita disse...

Eu dei por mim a ver um concerto sexta à noite no canal 2, dos pearl jam (e tendo eu que levantar às 7 de sábado) e a recordar os meus tempos de secundário e do meu grupo musical preferido, desses tempos... sniff melancolia

Maria Rita