quarta-feira, 19 de maio de 2010

Mãe Coragem


Hoje à tarde entrei na cozinha e não queria acreditar no bicho que rastejava pelo chão, aliás ainda não acredito que fui capaz de lhe limpar o sebo.
Ao ver o que me parecia um alien gigante com antenas e carapaça brilhante começo aos gritos pela Alice que corre escada abaixo dizendo:
- Eu salvo-te mãe, eu salvo-te!!!
- Alice corre, vem rápido!!! (sou a mãe mais corajosa do planeta)
Mas mal a minha bem intencionada filha entra na cozinha e dá de caras com o rastejante atira-se para cima de mim aos gritos, hirta, agarrada às minhas pernas como um macaco no galho.
- O que é que fazemos?
Gritos.
- Foge mãe!!!
- E se ele se esconde?
- Foge agora e fecha a porta!!!
Olho em volta à procura da melhor arma de ataque que não me obrigue a aproximar-me demasiado e nada.
A Alice lá se desprende do galho e corre a buscar a revista da Deco Proteste e na mais completa sintonia como irmãs de armas, lanço a revista sobre ele e começo a sapatear-lhe em cima como uma louca. O barulho crepitante debaixo dos meus pés fez-me dar mais uns quantos gritos de repulsa. Quando acho que já tenho um puré debaixo dos Direitos do Consumidor, lá levanto aquilo a custo e removo-o com a pinça da salada, sempre aos gritos. A Alice faz coro.
Adorava ser uma daquelas mães que ensina os filhos a não matar os bichinhos e pega nas osgas com a mão, pondo-as em liberdade. Mas sou a verdadeira Serial Killer do sítio.
Porque é que com o calor começa a aparecer bicharada de todos os lados?
Eu só espero que não tenha sido uma barata, porque se foi, mudo de casa.

15 comentários:

Precis Almana disse...

É possível que seja uma barata. Mas não mudes de casa porque elas "andem" em todólado. Compra Ajax Expel para o chão, pelo menos em teoria afasta os bicharocos.
Aqui tens uma "aulinha" para te livrares das ditas cujas, caso não tenhas nojo de a ver :-)
http://www.videojug.com/film/how-to-deal-with-cockroaches

Poetic GIRL disse...

Ah eu também não sou nada corajosa para esses seres rastejantes! bjs

Luisa Corte Real disse...

Esse seu visitante tem cara de poucos amigos!Realmente se visse uma coisa dessas em casa, ou saía eu, ou saía ele!Não poderia haver lugar pros dois!
Que medo!

MARIINHA disse...

O exemplar fotografado não me parece que seja uma barata.
Isso parece-me uma carocha. Dizem que baratas são carochas, mas há alguma diferença.
Cheguei agora a casa, estive em casa do meu filho. Boa noite e até amanhã. Durmam todos muito bem.

gralha disse...

Pobrezinho do escaravelho! Que espécie de mal é que ele vos podia fazer? Assim a Alice vai ter medo de insectos o resto da vida...
Quando vi a primeira cobrinha aqui à porta de casa fui chamar o Gugas mas para ele a ver e aprender a não se aproximar demasiado.

Lebasiana disse...

EU NÃO ME ACREDITO QUE MATASTE UM GRILINHO! EU NÃO ME ACREDITO!

DAVAS-LHE UMA FOLHA DE ALFACE E METIAS O BICHO NUMA GAIOLA! ELE IA FAZER GRI-GRI E OS MENINOS FICAVAM CONTENTES... SUA MÁ!

beijinhos... lol

Ana C. disse...

Meninas só acho que não é uma barata porque andava muito devagarinho. Eu já disse que tenho vergonha de ser assim e de passar estes ensinamentos aos meus rebentos, mas ODEIO bicharada!!!

sonho de bebé disse...

Lol! Eu agiria da mesma forma tal e qual! Tenho medo de todos os insectos rastejantes, inclusive formigas. Mais depressa e bem enfrentaria um leão do que uma barata.
bjs

I. disse...

Uma vez encontrei uma barata morta debaixo do frigorífico (andava a limpar) e tive um ataque histérico que ainda me faz corar, só de lembrar. Se estivesse viva ou houvesse outras a velar o corpo, também mudava de casa. Ou voltava para o regaço de mamãe, enquanto um exterminador desse conta da coisa.
Há coisas que valha-me a santinha, mas não dá, não dá para partilhar a casa com elas.

Naná disse...

Ana... a imagem da foto é a de um escaravelho, e sim as carochas são parecidas!...
As baratas também as há pretas e assim parecidas com grilinhos...
Agora imagina ires cozinhar o jantar e deparares-te com uma osguinha de 5 cm em cima do bico do fogão??!
Não tenho medo de bichos e conheços quase todos (é o que dá ser criada no campo aos fins de semana) mas as osgas dão-me repulsa pura! Mas além de inofensivas, são nossas amigas porque comem insectos que nos fazem mal... mas vá-se lá explicar o "disgust" que me dão??!!...
E as baratas, mata-as todas quanto puderes, são transmissoras de doenças e reproduzem-se a uma velocidade estonteante - de 4 em 4 meses nascem 25 ou 50 ou lá o que é...!
Ah... e odeio aranhas daquelas com as patas gordas...as das patinhas finas não me incomodam, mas as gorduchas...
Grrr...

Lia disse...

és, oficialmente, a minha heroína! eu fechava a porta e fugia...

Porque ... disse...

AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII QUE JÁ ME RI:) imenso!!!!!!!!!

Sonhadora disse...

Esse bichinho mataria na boa...sem problemas e sem gritinhos histéricos. Baratas, aranhas, lagartixas, osgas, escaravelhos, centopeias, vai tudo numa boa. O que me ultrapassa e nem teria a tua coragem de matar porque só iria gritar até chegar a polícia e os bombeiros, seria um ratinho...só esses bichinhos me fazem perder a compostura...

sofia disse...

Iac! que nojo!!!
Detesto bichos!
Cá em casa não são baratas, mas assim que começa o calor aparecem toda uma espécie de aranhas, varejeiras e ocasionalmente abelhas
Devo dizer que as 1ªs mato sem hesitar, as 2ªs tento enxotar casa fora, sempre a refilar com as quintas à volta e os raios, as últimas causam-me tamanho pânico que já aconteceu fecha-las num compartimento à espera que o pai chegasse a casa!
E sim, isso era um escaravelho - que nojo!

leandro guedes disse...

Minha cara senhora.
Este animalzinho é apenas e tão só, uma carocha.
A mesma da carochinha do João Ratão, exactamente, lembra da historia e da canção?
Não é tão nojento como a barata, mas cria alguma repulsa...
Mas pela vida vamos encontrando humanos, bem mais nojentos e asquerosos, infelizmente, não acha?
Tudo de bom para si!