sexta-feira, 14 de maio de 2010

Ter Filhos Muda uma Pessoa Sim Senhora

Apesar de algumas pessoas dizerem de nariz empinado que o nascimento dos filhos não as mudou por aí além, eu digo e afirmo que os filhos são o que realmente nos revoluciona por dentro e por fora.
Nunca mais nada será igual nas nossas vidas.
Outro dia via uma catástrofe natural qualquer nas notícias e se antes de ser mãe pensava: Contra as catástrofes naturais somos mais do que impotentes. Se tiver que ser será.
Depois de ser mãe penso: Como é que salvaria os meus filhos no meio da noite num terramoto? Será que teria tempo de agarrar cada um deles e pô-lo a salvo?
Assaltos a casas também não mexiam comigo. Nunca fui medrosa nesse sentido. Se deixar umas luzes acesas é o suficiente.
Depois de ser mãe: Chiça e se me entram em casa e levam os miúdos? E se lhes fazem mal?
Antes de ser mãe apanhar, ou não apanhar doenças era uma espécie de fatalidade do destino.
Depois de ser mãe penso que os meus filhos podem apanhar essas doenças e angustio-me.
Sou definitivamente mais medrosa e angustiada do que era e desconfio que esta condição jamais mudará.
Por isso quando oiço dizer que nada mudou nas vidas dos recém-pais sorrio e penso. Caramba como é que eles conseguem?

15 comentários:

MARIINHA disse...

Já sabes o que eu penso sobre o quanto nos modificamos a partir do momento em que somos mães.
Por isso mando-te um beijo para ti, e para as tuas crianças e assino por baixo tudo o que dizes.
Bom fim de semana

lucia disse...

Ui, muda mesmo!! Assino por baixo

Maria João disse...

Não conseguem. Na minha opinião, simplesmente não admitem. Tudo, tudo muda realmente. Se reflectirmos bem, até os mais pequenos pormenores mudam...E sim, penso que angústia é o que mais sinto diariamente. Não deveria ser sempre uma felicidade constante ter filhos ?? Interrogo-me tantas vezes...
Bjinhos

Rita disse...

Talvez não seja uma questão de ter filhos ou não... talvez seja uma questão de maturidade.

Há medida que os anos passam começamos a ver o mundo de outra forma. E se tivermos filhos... aí sim, sentimos mesmo que TUDO muda.

Teresa I. disse...

Tudo muda sim. Parece que, de repente, começamos a ter medo. Muito medo. Medo de morrer, medo das doenças, medo de assaltos. Nem mais. Acertaste na mouche. Também assino por baixo.

Miguel disse...

Não há dúvidas acerca do que acabas de escrever. Quem afirma que nada mudou ou é parvinho ou então não quer saber dos filhos. Na verdade a chegada de um filho muda tanto a nossa (perspectiva de) vida que é preciso ser pai para o comprender!

Precis Almana disse...

Não se é obrigatório ser-se mãe ou pai para ter uma perspectiva como a que vocês referem. Acho que é preciso saber pôr-nos no lugar do outro; e isso é algo que não é toda a gente que é capaz de fazer. E talvez ser-se pai ou mãe, o force - nos casos em que naturalmente não se iria lá. Eu penso imensas vezes nas crianças de hoje e pergunto-me sobre a vida que que vão ter quando forem mais velhos. Penso em todas as que me rodeiam e nas que existem sem ser mesmo ao pé de mim.
Pessoas que não reflectem sobre as coisas abundam por aí, sejam pais ou não...

gralha disse...

Só não muda quem ainda não reparou que já é pai/mãe.

Ana C. disse...

Precis eu sempre fui uma pessoa preocupada com os outros sim e com crianças ainda mais, mesmo antes de ser mãe. Mas aqui falo de outra coisa, da angústia de poderes perdê-los entendes? Perder um filho é contra-natura e é essa sensação de impotência perante alguma "desgraça" que está sempre lá, na sombra.

Precis Almana disse...

Entendo, sim. Se calhar as pessoas que dizem que a vida não mudou referem-se a outras coisas. E entendem essa como naturalmente vindo com as crianças. Será?

A Familia Alien 2 disse...

Eu sou mãe e n me parece nem sinto ke esteja assim tão mudada, hoje preocupo-me com a minha filha logicamente, "ontem" preocupava-me com os meus sobrinhos e com os meus pais...julgo ke n será ser mãe ke nos faz mais humanas=medrosas, mas sim o peso da responsabilidade de ter alguem pekenino ou grande à nossa conta e risco..
acho ofensivo fazer das pessoas ke são pais alguém "melhor" ke os ke n são.. estamos todos carecas de saber ke de bons pais tá o inferno( tb a net lol) cheio, diria até abarrotado..
ser mãe é algo excepcional, mas podemos ser mães até de animais e may nada hehehehe

Ana C. disse...

A Família Alien dizermos que as coisas que acontecem nas nossas vidas não nos modificam é dizermos que somos imunes ao amor, ao desgosto, ao crescimento. A mim muita coisa na minha vida me modificou para melhor e para pior.
Eu não sou perfeita, estou a quilómetros de distância da perfeição, por isso estou em constante evolução. Mas se calhar há pessoas tão perfeitas que já não têm nada para mudar.
A minha vida antes de ter filhos era uma e depois de ter tido filhos é outra. Não digo que era melhor, ou pior. Apenas diferente.
Também não sei onde é que retiraste das minhas palavras que as pessoas que são pais são melhores pessoas...
Agora comparares a maternidade de um ser humano à posse de um animal é que me estonteou. Valem as ratazanas também?

Ana C. disse...

Precis eu era uma pessoa muito mais impulsiva e agora simplesmente não posso ser. "Bora aí, comprei bilhetes para irmos a Paris, partimos amanhã." Não dá ;)
Sou muito mais refreada em certas coisas, mais ponderada. Agora não sou só eu sozinha no mundo e o que faço tem várias perspectivas além da minha. Nós (mesmo o casal) deixamos de ser o mais importante e tudo é pesado e medido tendo em conta o bem estar dos filhos.
A nossa vida fica diferente e passamos a viver com o coração fora do corpo sim.
Não é uma condição melhor, nem pior que a dos outros, é apenas mais uma faceta de nós.
As coisas mudam muito, pelo menos para mim mudaram, por isso quando oiço dizer que nada mexe, tudo fica igual depois dos filhos, faz-me uma certa espécie...

Melissinha disse...

É um furacão. E tem mesmo de ser, e é bom que seja, pelo menos na maioria das vezes.

sofia disse...

Assino, literalmente, por baixo!