terça-feira, 18 de maio de 2010

A Minha Timidez

Às vezes desespero com a timidez da Alice e esqueço-me que também eu era a timidez em pessoa, aliás, ainda continuo a debater-me para vencer esta fraqueza de personalidade.
Sempre tive pânico daqueles clubes de férias, ou cruzeiros onde toda a gente participava em actividades lúdicas encorajadas por um animador frenético de megafone na mão a desafiar meio mundo para o jogo do pé coxinho na piscina às 14 horas, ou o concurso de valsas às 19 horas na sala verde.
De modos que quando fui parar ao Club Med de Cadiz pode dizer-se que tive uma terapia de choque.
Deitada na espreguiçadeira da piscina não foram raras as vezes que tive que rebolar de tromba no chão para me esconder do animador que seleccionava pessoas ao acaso para o jogo de vólei na água, ou decidia simplesmente conversar com os hóspedes em modo transmissão-megafone.
Ao jantar também adoravam abordar as suas vítimas, o que me levava a esconder-me de cocaras debaixo da mesa, ou sair de rastos até à casa de banho.
Como é que aquela gente tinha tanta energia para dispender? E quanto mais idade tinham mais frenéticos e sequiosos de actividade pareciam. A animação era tanta, mas tanta que os meus queridos olhos chegavam ao final do dia exaustos só de observarem.
Enfim, agora que me lembro dessas férias, vejo como foram cansativas. Não pelas actividades em sim (que eram mais que muitas) mas pelo tempo que perdi a fugir delas...

6 comentários:

sonho de bebé disse...

Lol, eu tb sou timida. Quando não conheço as pessoas, ou elas não dão muita confiança a minha timidez chega a extremos. Depois de quebrar o gelo, ou melhor quando as pessoas quebram o gelo comigo, ninguém diz que o sou. Mas eu não era assim, aprendi a manobrar a minha timidez a dissecá-la, a geri-la. A minha filha é como eu, já o irmão é totalmente o oposto, extrovertido.
beijos

Cláudia disse...

Achas que o (teu) problema é timidez?!
Eu não me considero uma pessoa tímida e esse tipo de coisas sempre me deixou gelada...as pessoas achavam que eu era tímida mas, analisando assim à distância essas e outras situações em que eu participava activamente e a facilidade em fazer amizades, eu acho é que era uma criança com bom gosto!
Parece-me que é também esse o vosso caso. De qualquer forma, se não for patológico, antes tímida que casca-grossa!

gralha disse...

LOL
Nessas situações eu tenho de disfarçar a vontade de gritar ME-ME-ME, pick ME! Haja exibicionismo :D

Melissinha disse...

Tu NÃO queres uma filha debochada. Eu matava a minha mãe de vergonha.

av disse...

Eu sou mais do género da Grallha, adoro actividades e estou sempre ansiosa para que me escolham:)

sofia disse...

:)