terça-feira, 26 de maio de 2009

Cinco Em Câmara Lenta

O João Pedro e a Hannah desafiaram-me para apontar 5 momentos na minha vida que gostaria de ver repetidos em câmara lenta. E como fico sempre com a sensação de que é indecente da minha parte esquecer-me de tantos desafios, vou respirar fundo e lembrar-me. Às vezes é bom lembrar para não esquecer o essencial.
1- Podia dizer que queria ver repetido em câmara lenta o dia em que a minha filha nasceu, mas vou antes dizer que gostava de voltar àquela manhã de inverno em que me deitei ao lado dela e adormecemos a olhar bem nos olhos uma da outra. Foi como se finalmente pudesse descansar e ceder ao amor que sentia.
2 - Gostava de reviver em câmara lenta o dia do nosso casamento. Não a cerimónia em si. Mas à noite, quando tudo tinha terminado e ficámos apenas os dois como marido e mulher.
3 - A viagem que fiz a Itália com a Rita e a Diana. Sem histórias de amor nas nossas vidas. Tudo era possível, tínhamos a vida inteira à nossa frente e uma amizade cheia de cumplicidade.
4 - A primeira vez que vi Veneza. Até hoje lembro o nó na garganta, o arrepio de emoção quando o comboio entrou em Santa Lúcia.
5 - Quando segurei o exemplar do meu livro nas mãos e senti que os sonhos também se tornam realidade.

9 comentários:

Polar Azul disse...

É bom ter-se momentos par recordar, seja em slow ou fast motion, é mesmo bom.

Kelle disse...

Já fizeste um filho, já escreveste um livro, só te falta plantar uma árvore :) Gostei muito do teu blog! Beijinho e continua!

Ana C. disse...

Polar Azul é muito bom, quer dizer que vivemos :)

Ana C. disse...

Kelle bem vinda :) Sabes que já estive mais longe de plantar uma árvore. Aí sim posso dizer que vivi.
Obrigada pelas tuas palavras e volta sempre.

MARIINHA disse...

Não referi isso, quando respondi a esse desafio, eram só 5 momentos, mas o resto da noite que passei a sós com o meu primeiro filho, depois dele nascer, foram de facto uns momentos únicos na minha vida, tal como o foram para ti.Compreendo-te tão bem. Beijinhos Ana.

Ana C. disse...

Mariinha não posso dizer que tenha sido o dia do nascimento em si, pois passei-o todo num estado de choque e cansaço brutais. Mas uns dias mais tarde em casa sozinha com ela bateu-me muito forte mesmo...

HannaH Sophia disse...

so agora é que li...que bom saber mais de ti!:)

João Pedro disse...

Que lindos momentos tiveste tu, Ana. Sabe bem revivê-los e ter consciência que estes irão caminhar connosco para sempre...
:-)

Beijinho e bom fim de semana!

Mena disse...

Ana...
Tão lindo...
O mmento em que oolhamos os nossos filhos pela primeira vez nos olhos.. tão magico...
Lembro-me que quando a minha nasceu, passadas 2 hras ela estava a olhar para mim, como quem pergunta: Quem és tu, pá?
Eu olhei-a nos lhos e apenas disse: Olá filha... sou a tua mamã... e chorei.. :P Beijinho grande, Ana