segunda-feira, 18 de maio de 2009

O Amor à Primeira Vista

Todos somos ensinados a procurar um grande amor desde cedo.
Há quem diga que basta um olhar para sabermos que estamos destinados. Outros defendem que quando as palavras encaixam magicamente naquilo que sentimos e se antecipam a nós encontrámos o filão do amor.
Há ainda quem acredite que é quando os corpos se conhecem e se encaixam como uma roupa feita à medida que teremos chegado ao fim da nossa busca e a nossa vida pode rumar para dentro da outra pessoa como uma corrente imparável. Podemos deixar-nos ir, podemos esquecer-nos de nós, de quem somos, de quem queríamos ser e passarmos o resto dos nossos dias a dedicar-nos ao outro com um náufrago que acabou de encontrar uma embarcação que o socorreu.
Esta pode ser, ou pode não ser a minha opinião. Mas o que eu gostava mesmo de saber é se acreditam em amor à primeira vista? Se acreditam que ainda existem amores para sempre que começaram assim com um olhar, um toque, uma carícia suave...

35 comentários:

DeepGirl disse...

I believe... So much... That... I´m waiting... living little moments of search... thinking about some some moments of error...
Hoping :)

João Pedro disse...

Não sei "a partir de que ponto" é que nós podemos definir que, o que sentimos é amor. Sei que pela mulher que namorei nos ultimos 9 meses, senti logo á partida, algo muito intenso, uma sensação que não consegui (nem quis) controlar. Eu sou uma pessoa muito terra (capricórnio), não me apaixono com facilidade. Mas acabar de a conhecer e as borboletas no estomago dizerem-me que esta é Ela... Será isto amor á primeira vista?

Brisa disse...

Há amores eternos à primeira vista, que podem não durar mais do que dois ou três dias. Contudo, é essa maravilhosa sensação do ser para sempre, de a magia atingir píncaros nunca antes sentidos, que faz valer a pena viver esse amor à primeira vista nem que seja uma vez na vida. O amor veste-se de tantas cores, que o bom é saboreá-lo sempre, não importa como se apresente.

Melissinha disse...

Nope. De jeito nenhum. :D

Melissinha disse...

Completando:
Claro que existem aquelas paixões enlouquecedoras, que olhas para o sujeito em questão e imaginas-lhe logo mil e uma qualidades que andas há séculos à procura num homem/mulher.

O problema é que a realidade são sempre três degraus mais abaixo.

Digo dos amores à primeira vista o que digo dos amores virtuais: são divertidíssimos enquanto platónicos.

Only Words disse...

Só me ocorre dizer uma coisa: "Nada é para sempre!". Já tive com a pessoa que julgava ser A pessoa da minha vida. Hoje vejo que não. Aliás, por muito feio que possa parecer, penso que perdi a capacidade amar e de me entregar como um dia fiz.

MARIINHA disse...

Olá Ana C.
Está tudo bem? Tu e o amor. Sempre o amor. Se há amor à primeira vista? Parece que sim. Tipo tiro e queda. Comigo não foi assim, não te posso ajudar. Mas olha que se poupa muito tempo. Beijinhos

Eumesma disse...

Não, definitavemente não...

Talvez por ser por esse Sr. ai do comentário que é Capricorniano (nós e o elemento Terra, super racionais :-) mas o amor não "existe" á primeira vista, nem á segunda , nem á terceira..

Pode existir uma grande empatia a nivel de sentimentos, uma grande atração queri fisica quer psicológico, mas amor, bem, esse virá com o tempo, com as acções, com os actos , enfim..

Irá acontecer se tiver que ser, mas nunca assim num piscar de olhos...:-).

Digo eu...

Beijinhos

Sílvia disse...

Não, acho que não... Paixão, atracção sim ,mas amor precisamos de conhecer minimamente a pessoa para dizer que a amamos... Opiniões só...

bj****

L. disse...

Eu já vivi uma paixão à primeira vista (dava um bom post para a continuação "a história da minha vida"... vou pensar nisso), mas para mim o Amor constrói-se aos poucos.

Não consigo dizer "Amo-te" a uma pessoa que acabei de conhecer. Nem sequer mesmo uma palavra mais softe.

Paixão... talvez... essa acredito que sim. Mas a paixão mais tarde ou mais cedo vai diminuindo de intensidade e aí vamos descobrindo os defeitos que não víamos.

Talvez esteja como a Only Words, incapaz de me entregar. Porque Amar... essa capacidade não a perco.

Porquê?
Porque amo a vida, amo a minha família e os meus amigos.

Amo sorrir e o sol a brilhar lá fora, faz com que muita coisa valha a pena.

Tasha disse...

Aninhas, amor a primeira vista é um amor na base da Paixao, uma chama que mais tarde ou mais cedo se apaga; AMOR tem que ter uma amizade e uma cumplicidade como base. Ja passei por muitas paixoes de caixao a cova, pois sou Touro e vivo os sentimentos á flor da pele, mas só muito recentemente descobri que de uma amizade surge um amor (se calhar) para toda a vida. Um companheirismo, uma vontade de estar, uma compreensao, uma confianca, que nao dá para explicar. É um amor, AMOR!! Eu sempre acreditei na alma gémea e nunca no amor á primeira vista.

HannaH Sophia disse...

não acredito em amores à primeira vista. paixao, simpatia, enamoramento, sim. amor, nao. o amor verdadeiro requer construçao, conhecimento, intimidade e compromisso (pelo menos com o sentimento em si.) e isso, infelizmente nao pode nascer de um primeiro olhar, nem de um segundo...

pode, no entanto,à primeira vista nascer a vontade de construir desse olhar, um amor.

JBrito disse...

Acredito!Assim que vi a minha filha apaixonei-me!!! Á e a mãe dela á uns anos atrás numa varanda na Damaia.

MARIINHA disse...

Ana C.
Quero pedir-te se me confirmas isto.
Escreveste o teu livro com 25 anos? Não tinhas sido mãe. Certo?
Eu quase que tenho a certeza que é assim, mas é só para confirmar. Beijinhos

Ana. disse...

São incontáveis os tipos de amor que existem por esse mundo fora, porque cada pessoa sente o amor à sua maneira.
Para uns é mais calmo e ponderado, para outros é imediato e rebelde, para todos é o melhor sentimento que se pode sentir.

Sempre me apaixonei com facilidade, por coisas e por pessoas. Ao longo do tempo alguns amores mantiveram-se, cresceram, tornaram-se eternos; outros definharam, perderam a dimensão e tornaram-se efémeros. Mas todos foram amores.

Amor à primeira vista? A mim nunca me aconteceu, mas acredito sim senhora!
;)

Ana C. disse...

DeepGirl pensei que estava a ler o refrão de uma música, daquelas que fazem todo o sentido, ou não :)

Ana C. disse...

João Pedro as pessoas com os pés mais assentes na terra por vezes são as que sentem tudo mais intensamente. Pois de cada vez que são arrebatadas lutam com todas as forças entre manter os pés no chão, ou voar em direcção à lua.
É como digo no texto, eu só queria ouvir as vossas opiniões, por isso não sei responder à tua pergunta :)

Ana C. disse...

Brisa gostei: Há amores eternos que podem não durar mais do que dois dias :) Adorei a tua visão.

Ana C. disse...

Melissa a realidade é sempre três degraus mais abaixo foi a frase do dia ;)

Ana C. disse...

OnlyWords não deixes de acreditar que um dia alguém te vai fazer acreditar no contrário. Há pessoas que nos levam à lua e nos atiram cá para baixo. Há outras que já estão cá em baixo e que não precisam de nos atirar para lugar nenhum, basta que gostem deste lugar ao pé de nós ;)

Ana C. disse...

Mariinha eu só pergunto, não afirmo nada ;) Quanto à pergunta número 2 que me fazes. Sim eu escrevi o livro com 25 anos e não, não era mãe. Porquê? Bjs

Ana C. disse...

Eumesma que saudades das tuas palavras. Eu sou a parte neutra da coisa. Só adoro ouvir-vos falar sobre vocês e sobre o que acham. Porque acho que todos têm razão, a sua razão...

Ana C. disse...

Sílvia e é por adorar ouvir as vossas opiniões que perguntei. Obrigada pela tua resposta madura, ou amadurecida, não sei...

Ana C. disse...

L. Amor com A maíusculo é tudo isso que dizes. Penso que há feridas que demoram tempo a sarar. Fazer dessas feridas um lembrete para não voltar a repetir o erro é bom. Agora fazer das feridas impedimento para voltar a viver, não pode ser ;)

Ana C. disse...

Tasha eu queria manter aqui uma posição imparcial, pois adoro ouvir-vos a todos. Mas confesso que me aproximo muito de ti...

Ana C. disse...

Hannah adorei o teu último parágrafo :)

Ana C. disse...

JBrito não vale. Amor pai/filha não compete com nada. Está acima de tudo. É O AMOR :)
Quanto ao aoutro amor na varanda fico contente por ter uma perspectiva diferente. Porque o que eu quero mesmo é saber no que é que vocês acreditam :)

Ana C. disse...

Ana. E eu adorei ler o que escreveste. Nada é linear, isso é a única certeza que tenho ;)

L. disse...

Ana eu não faço das feridas um impedimento para viver novas emoções, mas inevitavelmente retraio-me e tenho noção que isso me prejudica.

Mas aguardo com expectativa o que o destino me reserva. Sim porque sempre tive vontade de ver mais além do presente.

Agora, aprendo a saborear o presente. É a lição a tirar e é essa que quero ultrapassar.

Kitty disse...

Eu acredito mais na estupidez à primeira vista, que é aquele momento em que tu olhas para o gajo e dizes para ti própria "Estúpida já foste apanhada, estás apaixonada" ahahahahaha

Ritinha disse...

Nao acredito em amor a primeira vista, mas sim em paixao ou desejo a primeira vista. Tambem acredito que qualquer um destes tem fim.
Quanto a um amor eterno... Umas vezes acredito, outras nao. Depende como me sinto nesse dia- copo meio cheio ou meio vazio...
Beijinho

Ana C. disse...

Kitty tu és um prato, ou uma prata :) Pensei que estupidez à 1ª vista fosse veres um gajo e dizeres logo que é um estúpido de primeira :)

Ana C. disse...

Ritinha então tens dias em que és uma romântica sem emenda e outros em que nem por isso. hmmmmm acho que somos todas um bocadinho assim :)

Banita disse...

Acredito na paixão à primeira vista e na atracção física ao primeiro toque/olhar também!!
Em relação ao Amor... fico em cima do muro (como tu), mas comigo aconteceu como a Tasha, uma amizade surgiu devagarinho foi dando lugar ao amor vagarosamente! Quando me apercebi: já estava apaixonada e assim continuo, embora nuns dias mais do que noutros, mas tal como dizes... somos todas assim!

Ana C. disse...

banita por cima do muro é mesmo a minha posição neste assunto :)