terça-feira, 20 de outubro de 2009

Desanimada

Tenho dias em que sinto que queria ter mais força, em que tudo à minha volta se esfuma de cada vez que me disponho a agarrar os meus desejos.
Dias em que tudo se transforma numa névoa indistinta, em que sinto que não serei capaz de ser uma boa mãe para dois, uma boa mulher para um, uma boa pessoa para mim e ainda assim prosseguir os meus sonhos.
Dias em que me sinto perdida no meio das tarefas cumpridas e por cumprir e em que não sobra nada do que queria ser.
Tenho dias em que o mais puro dos pânicos toma conta de mim e me pergunto em que raio estava eu a pensar quando decidi embarcar de novo nesta aventura maternal para a vida inteira.
Depois olho as fotografias dela, acaricio-lhe a bochecha suave, vejo as ecografias dele. Penso que não dormi um minuto de noite, ora com azia, ora com vontade de ir à casa de banho, ora com falta de posição, ora com tudo às voltas na cabeça e sei que a culpa é do meu próprio corpo cansado que se agarra impiedosamente ao meu ânimo. Amanhã será um novo dia.

29 comentários:

ADEK disse...

Tão bonito...aposto que as coisas positivas fazem mesmo valer a pena!

Melissinha disse...

Lembro-me tão bem dessas noites de dúvida e desalento, Anacê. A mim sabia-me sempre a despedida de alguma coisa, como já te disse.

A conclusão a que tenho chegado é que não há uma resposta permanente para porque diabo resolvemos complicar a nossa vida, há, sim, pequenos vislumbres de resposta milhares de vezes ao dia.

A mim têm-me bastado de tal forma esses pequenos vislumbres de resposta que já estou empolgadíssima com a possibilidade de uma segunda "complicação" daqui a uns aninhos.

Raquel disse...

Noites em branco fazem-nos pensar demais... muitas vezes nos aspectos "errados", ou nas coisinhas que nos chateiam mais, porque temos tempo suficiente! Uma noite bem dormida é o que precisas ;)
Bjs amiga, fica bem e espero que durmas melhor esta noite!
xx

Maria Manuela disse...

Tu hoje estás assim como o tempo, não ???

Lídia Borges disse...

Hoje falaste por mim...

Um beijo




L.B.

Miguel disse...

Ó pázinha grávida: vai ler o último episódio das Blogonovelas outra vez que isso passa!!!


(Cabras das hormonas...)

Eumesma disse...

Agora por momentos fizeste-me lembrar um Caragueijo que morou por alguns anos em minha casa por uns anos. ;-) Talvez a culpa seja do signo e não das hormonas. :-)
Compreendo-te perfeitamente e nem sequer tenho filhos. Mas tenho muitos momentos nebulosos na vida em que é como dizes tudo se trnsforma numa névoa indistinta, em que me sinto perdida em que me me questiono em sou e o que ando por aqui a fazer...
Minha querida, ser mãe e mulher tb de alguém deve ser uma das tarefas mais gigantescas e importantes dessa nova vidinha, e que há que pensar que somos sempre aquilo que conseguimos ser e colocamos ai sempre o melhor de nós, que nos esforçamos.Mas há que pensar tb que somos humanos, logo limitados e se mais não damos é porque está fora do nosso alcance e não nos podemos recriminar por isso.
Duvidas pelo caminho todos temos, mas ireás com toda a certeza dar o melhor de ti a todos e isso é que é importante.

Mas (e ás vezes sinto isso na tua escrita) que não nos percamos de nós no caminho, talvez te faça falta mais tempo para ti.
Tenta sempre dar um tempo a ti, um passeio sozinha ou com amigas, uma leitura sem ninguém, algo que de tê prazer e que te dê tempo de qualidade para ti porque tb o precisas para depois o dar aos outros...

Dias de desanimo todos temos, dias que que o tempo nos pesa no corpo e na alma de uma forma implacável mas temos sempre a possibilidade de acreditar que o dia de amanha é um novo dia e vai ser (ou pode nos trazer) melhorias.

Portanto tudo de bom para ti e o desejos que o Sol aqueça e destrua a névoa (prognóstico para amanha, claro). ;-)

Bjs

Ana. disse...

Podia dizer-te para arrebitares, para levantares os braços e a cabeça, que não gosto de te sentir assim. Mas às vezes é preciso lamber as feridas e deixar que a névoa nos envolva.

Amanhã será um novo dia. Melhor do que hoje.

E tu serás sempre uma boa mãe, uma boa esposa e uma boa pessoa. Desde que mantenhas essa capacidade de questionar tudo e mais alguma coisa.
;)

Eva disse...

Dias de névoa e espirais de questões em noites mal dormidas são muitas vezes culpa das hormonas mas, na m/ óptica, também são necessários...se não forem contínuos, claro!
Hormonas à parte,acho que a capacidade de se questionar revela um ser humano de qualidade superior...imagina a quantidade de problemas que seriam evitados se certas pessoas aproveitassem uma noitezinha de insónias para se pôr em questão?!!

MARIINHA disse...

Ana C,
Não te vou dizer que estás como o tempo, porque já li que estavas a desejar a mudança de estação.Só pode ser do próprio estado, não? Vá lá deixa-te disso. Tens dias que sentes que não serás capaz de ser uma boa mãe para dois? Caramba mulher, não pareces ser nada dessas esquisitices. Claro que vais! Se calhar até serias capaz de ser uma boa mãe de 3 ou 4, quanto mais de 2. O que tens (eu não sou médica), mas deve ser o cansaço próprio da gravidez. Nem todas as mulheres, andam durante os 9 meses, leves e frescas que nem uma alface.Há quem tenha muito cansaço, pernas pesadas, e outros achaques. Mas isso tudo vai passar. Deixa o António por os olhinhos cá fora.
Oxalá ele seja bonzinho para dormir, que é para eu ter alguma razão. Beijokas

Only Words disse...

Acho que palavras de consolo não resultam quando estamos assim, um pouco mais descrentes em nós. Mas como tu disseste, e bem, amanhã é um novo dia. Up up up!

mãeee disse...

Amanhã será um dia melhor!
Todos nós nos sentimos assim de quando em vez. Faz parte das eternas questões em torno de nós próprios e daquilo que conseguimos concretizar. Faz parte de nós porque somos atentos e auto-exigentes.
Muitos beijos

Ana C. disse...

Adek fazem claro que fazem :)

Ana C. disse...

Melissa nem mais. Pequenos vislumbres é a minha frase do dia, sem sombra de dúvida...

Ana C. disse...

Raquel mas porque é que não podemos simplesmente clicar no botão do Off? Seria tão mais fácil...

Ana C. disse...

Maria Manuela, só que eu já estava com saudades do tempo assim :)

Ana C. disse...

Lídia é sempre bom sabermos que alguém sente como nós :)

Ana C. disse...

Miguel deves querer matar-me do coração, olha que ele anda muito frágil...

Ana C. disse...

Eumesma sinto que acabaste de conversar comigo, incrível. Talvez tenhas razão e eu precise mesmo de algum tempinho de qualidade comigo mesma...

Ana C. disse...

Ana. Obrigada pelo encorajamento sempre querido demais para a chata que eu realmente sou. Tenho dias, é só isso...

Ana C. disse...

Eva ahahahaha nada como ver o lado positivo de tudo, tens toda a razão :) Obrigada!

Ana C. disse...

Mariinha isto passa, claro que passa. A minha cabeça é um arquivo cheio de muita coisa, de muitas perguntas, dúvidas, anseios, às vezes basta abrir uma gaveta e sai tudo. Mas nem eu própria me dou demasiada importância. Obrigada :)

Ana C. disse...

OnlyWords obrigada, tenho uns comentadores mesmo queridos. Nem sequer mereço...

Ana C. disse...

mãeee isso vindo de uma mãe de 3 consola-me, acredita ;)

Banita disse...

Hoje não, mas também tenho algumas noites dessas, em que me pergunto como raio vou fazer para sair de casa com o Tigas acabadinho de nascer, estar fresca que nem uma alface às 7:30 para levar a piquis ao colégio enfiada num táxi bafiento conduzido por um mexicano escurinho cujo retrovisor está tão adornado que eu nem consigo manter uma conversa decente com o motorista, tal hipnose me provoca os CD, terços, autocolantes, esqueletos em miniatura, todos a dançar ao sabor das lombas??

Banita disse...

Tudo se faz! É a resposta que me ocorre e malditas hormonas que não deixam uma grávida descansada! APRE!!

Precis Almana disse...

Acho que já disseram tudo. Mas vou acrescentar uma coisita de nada: estás a dar à Alice o elemento da geração dela que faltava na vossa família.
E aposto que já estás com melhor disposição.

Ginguba disse...

Também tenho andado desanimadita, às vezes a rotina cansa tanto!
Mas as pequenas coisas que nos fazem sorrir podem fazer a diferença.
(Eu hoje recebi um mail especial :))
As melhoras Ana!

Eumesma disse...

Ana, :-), já te leio já muiitoooooo tempo, sei bem o que são situações de pânico ( e sentir-me sem rumo, tb) , conheço demasaiadamente bem os Carangeijos, ;-) e acho que sou um cadito inteligente ás vezes ;-)(entre mtas coisas sei ler nas entrelinhas).

Acho que está explicado o facto de sentires que na realidade " falei" ctg.

Mas se algum dia quiseres "mesmo" falar cmg, sobre tudo e nada :-), terei mto gosto, é só me "dizeres".

Bjs e o desejo que a neblina já esteja mais dissipada.